Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Guerra continuará com toda a força”, diz Netanyahu, apesar de apelos por cessar-fogo

    Primeiro-ministro de Israel afirmou que todos os membros do Hamas estão marcados para morrer

    Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu
    Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu 28/10/2023 ABIR SULTAN /Pool via REUTERS

    Tamar MichaelisJonny Hallamda CNN

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, rejeitou os crescentes apelos internacionais por um cessar-fogo em Gaza, dizendo neste sábado (11) que a batalha de Israel contra o Hamas continuará, “com toda a nossa força, com todo o nosso poder”.

    O líder do país disse que Israel “continuará até a vitória”.

    “O Hamas perdeu o controle sobre a Faixa de Gaza. Não tem lugar seguro para se esconder. Todos os membros do Hamas estão marcados para morrer”, disse Netanyahu em discurso televisionado. “Nossas forças estão atingindo-os acima do solo e nossas forças estão atingindo-os no subsolo.”

    Líderes árabes e muçulmanos pedem cessar-fogo

    Os líderes da Cúpula Extraordinária Conjunta Árabe-Islâmica reiteraram, neste sábado, os apelos por um cessar-fogo entre Israel e Hamas à medida que a situação humanitária em Gaza piora.

    O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, que está no encontro realizado em Riad, capital da Arábia Saudita, disse que os participantes se reuniram em nome do mundo islâmico para “salvar os palestinos”.

    Entretanto, o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, afirmou rejeitar “categoricamente esta guerra brutal”.

    O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, disse que os Estados Unidos, “que têm a maior influência sobre Israel, são responsáveis ​​pela ausência de uma solução política”.

    “Exigimos que ponham fim à agressão israelense e à ocupação das nossas terras”, declarou Abbas.

    Avanço de Israel

    Neste sábado (11), os militares israelenses afirmaram que tomaram controle de 11 postos militares do Hamas na Faixa de Gaza.

    Um comunicado dos militares indica que as forças israelenses também destruíram um veículo cheio de explosivos que estava estacionado perto de uma área usada por soldados israelenses.

    Um túnel usado por militantes também teria sido destruído.

    Veja também: Israel diz ter matado comandante do Hamas na Faixa de Gaza

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original