Homem é encontrado em trem de pouso de avião no Aeroporto de Miami

Aparente viajante clandestino, que estava em voo oriundo da Guatemala, foi encaminhado ao hospital. Órgãos de segurança investigam o caso

Aparente viajante clandestino é encontrado dentro de trem de pouso em avião que voava da Guatemala a Miami (EUA)
Aparente viajante clandestino é encontrado dentro de trem de pouso em avião que voava da Guatemala a Miami (EUA) Reprodução/Instagram/Onlyindade

Chris Boyetteda CNN

Ouvir notícia

Autoridades descobriram um aparente viajante clandestino no trem de pouso de um avião oriundo da Guatemala, informaram oficiais locais e federais do Aeroporto Internacional de Miami no sábado (27).

Membros do departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos (CDB) apreenderam um homem de 26 anos que “tentou se esquivar da identificação dentro do trem de pouso de uma aeronave”, diz uma nota do órgão.

O voo era um American Airlines 1882 proveniente da Guatemala, disse Greg Chin, diretor de comunicações do departamento de aviação de Miami.

A American Airlines afirmou, em nota, que o voo foi inspecionado pelas forças de segurança “devido a questões de segurança” após pousar às 10h06 (horário local). A companhia também disse que estava colaborando com as autoridades na investigação.

O Corpo de Bombeiros de Miami confirmou à CNN que eles levaram o homem a um hospital local para atendimento médico.

Em um vídeo publicado na conta de Instagram @onlyindade, uma pessoa é vista confusa, parada sob a sombra da asa do avião ao lado dos funcionários do aeroporto, que usavam roupas fluorescentes, antes de parecer perder o equilíbrio e sentar no chão.

Em outro vídeo publicado pela mesma conta, agentes de segurança e o pessoal médico são vistos ao redor do homem enquanto ele recebe água e demais assistências.

“As pessoas estão se expondo a riscos extremos quando elas tentam se encaixar em espaços confinados como um trem de pouso”, diz o comunicado. “O incidente permanece sob investigação”.

*Esta matéria foi traduzida. Leia a original, em inglês

Mais Recentes da CNN