Homem morre em protesto contra o governo em Cuba, diz mídia estatal

É a primeira confirmação oficial de morte durante a agitação em Cuba que começou no domingo com protestos em todo o país

Polícia de choque percorre as ruas após uma manifestação contra o governo do presidente cubano Miguel Diaz-Canel no município de Arroyo Naranjo, na Grande Havana, em 12 de julho
Polícia de choque percorre as ruas após uma manifestação contra o governo do presidente cubano Miguel Diaz-Canel no município de Arroyo Naranjo, na Grande Havana, em 12 de julho Foto: Yamil Lage/AFP/Getty Images

Da Reuters, em Havana

Ouvir notícia

Um homem morreu e vários cidadãos e autoridades de segurança ficaram feridos durante protesto nos arredores de Havana na segunda-feira (12), informou a agência estatal de notícias cubana nesta terça-feira.

É a primeira confirmação oficial de morte durante a agitação em Cuba que começou no domingo com protestos em todo o país em meio à profunda crise econômica e ao aumento de casos de Covid-19.

 

A Agência Cubana de Notícias disse que “grupos organizados de elementos antissociais e criminosos” tentaram chegar à delegacia do subúrbio de La Guinera com o objetivo de atacar seus funcionários e danificar a infraestrutura.

(Reportagem de Sarah Marsh)

Mais Recentes da CNN