Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ida de Biden à reunião de Conselho Europeu é uma amostra da aliança, diz embaixador

    Espera-se uma nova rodada de sanções contra a Rússia nos encontros entre líderes mundiais

    Douglas Portoda CNN em São Paulo

    O embaixador da União Europeia no Brasil, Ignácio Ibáñez, declarou, nesta quarta-feira (23), em entrevista à CNN, que a participação do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, no encontro do Conselho Europeu é uma amostra da força da aliança entre os países do bloco e os norte-americanos.

    Biden chegou à Bruxelas, na Bélgica, nesta quarta-feira e irá participar a partir da quinta-feira (24) de uma reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), de uma sessão especial do Conselho Europeu e de um encontro do G7.

    “A unidade da comunidade internacional e particularmente o laço transatlântico está funcionando. A visita do presidente Biden amanhã para participar do Conselho Europeu é uma boa amostra dessa força, dessa aliança que temos com os Estados Unidos e os países da União Europeia”, afirmou Ibáñez.

    É esperado que os líderes proponham novas sanções adicionais contra a Rússia nos encontros. Fontes disseram que o novo pacote dos EUA incluiria medidas contra parlamentares do país.

    Segundo o embaixador, as medidas têm como objetivo “limitar a capacidade de guerra de Putin e do exército russo”.

    “A Rússia nunca pensava que a União Europeia iria ficar unida, nunca pensava que a aliança transatlântica iria se manter, e não pensava que o conjunto da comunidade internacional iria votar cada vez que se coloca essa questão, seja no Conselho de Segurança, seja na Assembleia-Geral [da ONU] com os votos tão negativos para a Rússia.”