Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dez mineiros mexicanos permanecem presos em mina de carvão no México

    Mineradores teriam encontrado túnel abandonado que tinha água e inundou a área onde estavam

    Gustavo ValdesMarlon Sortoda CNN

    A Secretaria de Segurança e Proteção ao Cidadão do México informou nesta quinta-feira (4) que, após a inundação de uma mina localizada no estado de Coahuila, no norte do país, as autoridades conseguiram resgatar três pessoas, enquanto 10 mineiros ainda estão presos.

    A pasta acrescentou que, neste momento, 92 elementos da Secretaria de Defesa Nacional (Sedena) estão trabalhando para resgatar os mineiros que ainda estão presos.

    Da mesma forma, o Instituto Mexicano de Previdência Social (IMSS) presta atendimento na área, juntamente com a Comissão Nacional de Águas (Conagua) que, por meio da Gerência do PIAE, forneceu 400 metros de mangueira e quatro brigadistas que se unem às operações de resgate, bem como a extração de água da mina inundada.

    As autoridades informaram que o motivo do colapso da mina foi a inundação de três poços, o que gerou o amolecimento das paredes internas, fazendo com que os trabalhadores ficassem presos.

    Mais cedo, o porta-voz da Cruz Vermelha na área, Nicolás Fuentes, disse à CNN que pelo menos nove mineiros ficariam presos após um incidente em um complexo de mineração no município de Sabinas, em Coahuila.

    De acordo com Fuentes, o incidente ocorreu por volta das 14h, horário local (16h no horário de Brasília), quando os mineiros se depararam com um túnel abandonado que tinha água e inundou a área onde os trabalhadores estavam.

    Funcionários da Cruz Vermelha e da Proteção Civil já estão no local, disse o porta-voz.

    No Twitter, a Coordenação Nacional de Proteção Civil do Governo do México disse que o presidente Andrés Manuel López Obrador instruiu a chefe da entidade, Laura Velázquez Alzú, a viajar até a área e coordenar as ações de resgate.

    López Obrador disse no Twitter que há “92 elementos do Ministério da Defesa Nacional com especialistas e quatro pares de cães” no local do desabamento.

    Por sua vez, a Guarda Nacional Mexicana informou que se juntou aos esforços de busca e resgate na mina de Sabinas, Coahuila, por meio de sua conta no Twitter.

    O incidente ocorreu em Villa de Agujita, a cerca de 300 quilômetros ao norte da capital do estado, Saltillo, e a cerca de 120 quilômetros da fronteira com os Estados Unidos. Sabinas faz parte da chamada Região Carbonífera da área devido às suas minas de carvão.

    O Instituto Mexicano de Previdência Social (IMSS) informou na quarta-feira que tratou quatro pessoas que saíram com “ferimentos leves” após um incidente em um complexo de mineração no município de Sabinas, Coahuila, no norte do México.

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original