Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Voo de Pelosi a Taiwan foi o mais rastreado de todos os tempos, diz Flightradar24

    Mais de 708 mil acompanharam pouso da aeronave através do site de rastreamento

    Jackie Wattlesda CNN

    O voo da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, para Taiwan, que reforçou o apoio americano à nação insular, mas irritou a China, foi o voo mais fortemente rastreado na história do site de rastreamento de voos on-line Flightradar24.

    O site, que usa uma rede de receptores para rastrear a localização e a velocidade dos aviões, disse na quarta-feira (3) que mais de 708 mil pessoas em todo o mundo estavam rastreando o voo quando pousou na capital taiwanesa de Taipé.

    E mais de 2,9 milhões de pessoas acompanharam pelo menos uma parte do voo em meio à incerteza se Pelosi cumpriria sua promessa de visitar a nação insular, cuja independência não é reconhecida pela China.

    Embora a parada em Taiwan não fosse parte da agenda oficial de Pelosi para sua turnê pela Ásia, um funcionário taiwanês e norte-americano confirmou à CNN na segunda-feira que ela faria a parada. A decisão veio em meio a avisos de funcionários do governo Biden, que levantaram preocupações sobre como a China reagiria.

    Pelosi, cuja visita a Taiwan foi a primeira do tipo em 25 anos, disse que pretendia que a viagem fosse “inequivocamente clara” de que os Estados Unidos “não abandonariam” a ilha democraticamente governada. Ela foi recebida pela presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, em uma reunião televisionada.

    Ela agradeceu Pelosi pela visita, elogiou seu compromisso com a democracia e concedeu a mais alta honra civil de Taiwan.

    Pequim alertou que a viagem de Pelosi teria um “impacto severo na base política das relações China-EUA” e respondeu com uma série de exercícios militares que começaram na terça-feira (2).

    Pelosi viajou de Kuala Lumpur, capital da Malásia, para Taipé a bordo de um jato Boeing C-40C (uma versão militar do boeing 737) operado pela Força Aérea dos EUA, de acordo com o rastreador de voo. O voo voou sob o sinal de chamada “SPAR19”.

    Mapa China Taiwan
    Mapa da China e de Taiwan / Arte/CNN Brasil

    Flightradar24, que começou como um projeto passional por dois entusiastas da aviação, disse em um post no blog que o tráfego em seu site tornou-se tão intenso que quase derrubou o rastreador, e foi forçado a limitar o acesso ao site para não assinantes, implementando um recurso de sala de espera.

    “Um interesse sem precedentes e sustentado neste voo em particular levou a uma carga extremamente pesada na infraestrutura Flightradar24. Nossas equipes imediatamente iniciaram esforços para manter a estabilidade de nossos serviços. Infelizmente, devido ao volume de usuários, foi necessário implantar nossa funcionalidade de sala de espera, que mede o acesso ao Flightradar24 para não assinantes.”

    Pouco depois do voo de Pelosi ter pousado, a empresa foi capaz de restaurar o acesso normal para todos os usuários.

    *Jeremy Herb, Eric Cheung, Wayne Chang e Rhea Mogul, da CNN, contribuíram

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original