Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inundações levam caos a Bangladesh; milhões seguem ilhados

    Unicef estima que mais de 800 escolas estejam inundadas

    Bangladesh sofre com inundações e onda de calor
    Bangladesh sofre com inundações e onda de calor CHANNEL 24 via Reuters

    Ruma Paulda Reuters Daca, Bangladesh

    As chuvas e as águas dos rios causaram inundações generalizadas no nordeste do Bangladesh, deixando mais de 2 milhões de pessoas presas, e a situação pode piorar, disseram autoridades na sexta-feira (21).

    A agência da ONU para a infância, Unicef, disse que os residentes retidos na região, incluindo mais de 772 mil crianças, necessitam urgentemente de assistência.

    “As crianças são as mais vulneráveis, enfrentando riscos acrescidos de afogamento, desnutrição, doenças mortais transmitidas pela água, o trauma da deslocação e potenciais abusos em abrigos sobrelotados”, afirmou Sheldon Yett, representante da Unicef no Bangladesh.

    O Departamento Meteorológico de Bangladesh prevê mais chuvas fortes nos próximos dias, o que poderá agravar as inundações e causar deslizamentos de terra em áreas montanhosas.

    Pelo menos dez pessoas, incluindo oito muçulmanos Rohingya, foram mortas na quarta-feira (19) depois que fortes chuvas de monções provocaram deslizamentos de terra em campos de refugiados no sul de Bangladesh.

    A região Nordeste foi particularmente atingida, com fortes chuvas e acumulo de água dos rios que vêm da Índia causando inundações generalizadas. Bangladesh ainda se recupera de um ciclone que atingiu a sua faixa costeira no sul no final do mês passado.

    “Temo que possa ser tão devastador quanto as inundações de 2022”, disse Shameem Chowdhury, residente de Sylhet, referindo-se às inundações que foram as piores na região em 122 anos.

    Imagens de televisão mostraram inundações extensas em campos e aldeias, com pessoas andando a esmo com água até aos joelhos na cidade de Sylhet, enquanto as chuvas aumentavam perigosamente os níveis de água ao longo de quatro rios da região.

    Vastas áreas de terra estão submersas, representando uma ameaça significativa para as plantações se as cheias se arrastarem por um período prolongado, disseram funcionários do Ministério da Agricultura.

    As inundações também causaram danos significativos à infraestrutura, com mais de 810 escolas públicas na divisão de Sylhet inundadas e quase 500 utilizadas como abrigos contra inundações, disse a Unicef. Quase 140 clínicas comunitárias também ficaram submersas, interrompendo serviços essenciais de saúde.

    Uma análise de 2015 do Instituto do Banco Mundial estimou que aproximadamente 3,5 milhões de pessoas no Bangladesh, um dos países mais vulneráveis ​​ao clima do mundo, corriam o risco de inundações anuais nos rios. Os cientistas atribuem a exacerbação de tais eventos catastróficos às mudanças climáticas.