Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel critica planos dos EUA de sancionar unidade das FDI

    Benjamin Netanyahu prometeu defender batalhão

    Soldados israelenses na Faixa de Gaza
    Soldados israelenses na Faixa de Gaza 29/01/2024Forças de Defesa de Israel/Divulgação via REUTERS

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e outros ministros criticaram duramente relatos de planos dos Estados Unidos de sancionar uma unidade militar israelense por supostas violações dos direitos humanos contra palestinos na Cisjordânia.

    As alegações implicam membros do batalhão Netzah Yehuda das Forças de Defesa de Israel (FDI) na Cisjordânia, uma unidade estabelecida em 1999 composta por judeus religiosos e ultraortodoxos. Eles precedem os ataques liderados pelo Hamas em 7 de outubro.

    “Sanções não devem ser impostas às Forças de Defesa de Israel!” Netanyahu postou no X, antigo Twitter, no sábado (20).

    “Nas últimas semanas, tenho trabalhado contra a imposição de sanções a cidadãos israelenses, inclusive em minhas conversas com altos funcionários do governo americano. Em um momento em que os nossos soldados lutam contra os monstros do terror, a intenção de impor uma sanção a uma unidade das FDI é o auge do absurdo e uma baixa moral”, disse o premiê.

    “O governo liderado por mim agirá por todos os meios contra esses movimentos”, acrescentou Netanyahu.

    Os relatórios da possível sanção vieram depois que a ONG a Human Rights Watch (HRW) disse, na quarta-feira (17), que a violência por colonos israelenses contra palestinos na Cisjordânia aumentou em 2023 ao seu nível mais alto desde 2006. Isso vinha acontecendo mesmo antes dos ataques liderados pelo Hamas em 7 de outubro, disse a HRW, citando dados da ONU.

    As tensões sobre a ofensiva militar de Israel em Gaza se espalharam para a Cisjordânia. Tropas israelenses ou colonos mataram pelo menos 483 palestinos desde 7 de outubro, de acordo com o Ministério da Saúde palestino.

    Uma “parte inseparável” das FDI

    “O batalhão ‘Netzah Yehuda’ é uma parte inseparável das Forças de Defesa de Israel. Está sujeito à lei militar e é responsável por operar em total conformidade com o direito internacional”, Benny Gantz, membro do gabinete de guerra de Israel, postou no X, no sábado.

    Israel tem um “sistema judicial forte e independente que avalia meticulosamente qualquer alegação de violação ou desvio de ordens e código de conduta das FDI, e continuará a fazê-lo”, disse Gantz. “Tenho grande apreço pelos nossos amigos americanos, mas a decisão de impor sanções a uma unidade das FDI e aos seus soldados estabelece um precedente perigoso e transmite a mensagem errada aos nossos inimigos partilhados durante o tempo de guerra… Pretendo agir para que esta decisão seja alterada.”

    O ministro das Finanças israelense, Bezalel Smotrich, disse: “A decisão de impor sanções americanas às FDI enquanto Israel está lutando por sua existência é uma loucura completa.”

    As FDI disseram no fim de semana que os soldados do Batalhão Netzah Yehuda em Gaza estão “conduzindo profissionalmente e bravamente operações de acordo com o Código de Ética da FDI e com total compromisso com o direito internacional.”

    “Os relatórios sobre sanções contra o Batalhão Netzah Yehuda não são conhecidos atualmente pelas FDI. Se tal decisão for tomada sobre o assunto, suas consequências serão revistas. As FDI continuam empenhadas em continuar a examinar incidentes excepcionais de forma profissional e de acordo com a lei.”

    O secretário de estado americano, Antony Blinken, disse que as investigações sobre as alegações “levam tempo”, acrescentando: “Isso tem que ser feito com muito cuidado, tanto na coleta dos fatos e na análise deles.”

    “E isso é exatamente o que fizemos. E eu acho que é justo dizer que os resultados serão vistos muito em breve. Eu fiz determinações. Serão vistos nos próximos dias”, disse ele a repórteres na Itália na sexta-feira (19).

    Blinken não deu nenhuma indicação sobre quais são suas determinações e se os EUA vão de fato parar de financiar essas unidades.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original