Italianos lotam centro de Roma para compras de Natal; papa lamenta consumismo

Governo italiano decretou lockdown entre as semanas do Natal e do Ano Novo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

A Europa registra um aumento no número de casos de infecção pelo novo coronavírus. A Alemanha prolongou o lockdown. No Reino Unido, o secretário de saúde Matt Hancock afirmou que uma mutação do novo coronavírus se espalha mais rapidamente do que outras cepas e está “fora de controle”.

Mesmo assim, na Itália, um dos países mais atingidos na primeira onda da pandemia, os cidadãos lotaram o centro de Roma em busca de presentes.

Os consumidores quiseram aproveitar o comércio antes do lockdown entrar em vigor entre os feriados de Natal e Ano Novo. O governo italiano decretou o fechamento de tudo, deixando como exceção apenas os serviços essenciais. As viagens só serão permitidas quando forem a trabalho ou por ocasião de emergência e saúde.

Leia e assista também:
Reino Unido diz que mutação do novo coronavírus está ‘fora de controle’
Reino Unido retoma fechamento parcial contra cepa mais infecciosa do coronavírus
Países nórdicos controlaram a pandemia de Covid-19 sem lockdown; entenda como

Italianos lotam as ruas no período de Natal
Italianos lotam as ruas no período de Natal (20 dez. 2020)
Foto: Reprodução / CNN

Na oração deste domingo (20), o papa Francisco lamentou a atitude dos italianos e disse que o consumismo está sequestrando o espírito de Natal. Francisco afirmou que o consumismo não está na manjedoura e sim a realidade, a pobreza e o amor. Pediu, também, que os fiéis ajudem os mais necessitados e reflitam no momento de isolamento social para que o espírito natalino verdadeiro seja o foco deste momento.

(Publicado por: André Rigue)
 

 

Mais Recentes da CNN