Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Itamaraty segura nota sobre eleição de Bukele para avaliar quadro político

    Ainda assim, integrantes do Palácio do Planalto com quem a CNN conversou receberam informações de diplomatas brasileiros de que a reeleição foi limpa e sem fraudes

    Presidente de El Salvador Nayib Bukele
    Presidente de El Salvador Nayib Bukele 19/10/2023 REUTERS/Jose Cabezas

    Caio Junqueirada CNN

    O Itamaraty está segurando a nota oficial parabenizando a reeleição de Nayib Bukele em El Salvador para avaliar por mais tempo o quadro político interno do país.

    Muito embora integrantes do Palácio do Planalto com quem a CNN conversou tenham recebido informações de diplomatas brasileiros de que a reeleição de Nayib Bukele foi limpa e sem fraudes, o Itamaraty optou pela cautela.

    O principal ponto de atenção é sobre a legitimidade da candidatura de Bukele. Ele foi beneficiado por uma decisão da Suprema Corte que teria ignorado a Constituição, que proíbe expressamente a reeleição no país.

    Bukele, porém, se declarou reeleito “com mais de 85% dos votos” na noite de domingo (4), antes mesmo de todas as urnas terem sido apuradas. No momento em que ele fez o anúncio, o Tribunal Supremo Eleitoral de El Salvador contabilizava cerca de 30% das urnas apuradas.

    Nesta segunda-feira (5), o TSE do país da América Central interrompeu a contagem eletrônica de votos sob o argumento de que houve ações que “dificultaram” a transmissão dos resultados preliminares e “outros fatores fora do controle do TSE”, sem dar mais detalhes.

    Ainda assim, a leitura de parte de integrantes do governo do Brasil é de que Bukele não representa uma ameaça democrática para a região.

    Há a percepção, contudo, de que sua vitória alimenta o discurso de simpatizantes de uma política de segurança pública mais dura no Brasil adotada por bolsonaristas.