Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Japão intensifica buscas por barco de turismo que desapareceu com 26 a bordo

    Embarcação emitiu um aviso de que estava afundando na ilha de Hokkaido, no norte do país; Guarda Costeira japonesa utiliza aeronaves e barcos de patrulha na procura

    Foto tirada em 23 de abril de 2022, na cidade de Shari, na ilha de Hokkaido, no norte do Japão, mostra o escritório da administração de um barco turístico, que tinha 26 tripulantes e passageiros, e perdeu contato depois de relatar que estava enchendo de água.
    Foto tirada em 23 de abril de 2022, na cidade de Shari, na ilha de Hokkaido, no norte do Japão, mostra o escritório da administração de um barco turístico, que tinha 26 tripulantes e passageiros, e perdeu contato depois de relatar que estava enchendo de água. Kyodo News via Getty Images

    David Dolanda Reuters

    em Tóquio

    A Guarda Costeira do Japão utiliza aeronaves e barcos de patrulha, neste sábado (23), nas operações de busca de um barco de turismo, que tinha 26 pessoas a bordo, mais de nove horas depois da embarcação emitir um aviso de que estava afundando na ilha de Hokkaido, no norte do país.

    As autoridades ouviram da tripulação do “Kazu 1” por volta das 13h15 – 01h15, no horário de Brasília – que o navio estava enchendo de água e começando a afundar, disse um funcionário da Guarda Costeira.

    O navio foi ouvido pela última vez por volta das 15h, no horário local, quando entrou em contato com sua empresa operadora para dizer que estava afundando em um ângulo de 30 graus, informou a agência de notícias Kyodo.

    A tripulação disse que os passageiros a bordo estavam usando coletes salva-vidas, disse a emissora pública NHK.

    Havia 24 passageiros, incluindo duas crianças, a bordo e dois tripulantes, disse o funcionário da Guarda.

    Ninguém atendeu as ligações para o escritório da empresa que administra os passeios turísticos da “Kazu 1”.

    A Guarda Costeira ainda estava procurando por volta das 22h30, disse o oficial.

    Foram enviados cinco barcos de patrulha e duas aeronaves para a busca e foi solicitada ajuda das forças de defesa japonesas, disse a mídia.

    O primeiro-ministro Fumio Kishida instruiu as autoridades a usar todos as ferramentas disponíveis na busca, disse Kyodo, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

    O barco estava na área da Península de Shiretoko, na costa da ilha mais ao norte do Japão , e acredita-se que estivesse perto das Cataratas de Kashinu, um ponto turístico popular por sua beleza natural, quando relatou dificuldades.

    O navio comporta 65 pessoas e os passeios pela área de Shiretoko geralmente duram cerca de três horas, de acordo com o site da empresa de turismo.

    O barco deixou o porto de Utoro por volta das 10h de sábado e deveria retornar ao porto às 13h , informou a NHK.

    As ondas estavam altas e os barcos de pesca na área haviam retornado ao porto no meio da manhã.