Justiça espanhola concorda em extraditar general venezuelano Carvajal para os EUA

Estados Unidos esperam que o general, que era próximo de Hugo Chávez, ceda informações sobre o presidente venezuelano Nicolás Maduro

O ex-chefe de inteligência da Venezuela, Hugo Carvajal
O ex-chefe de inteligência da Venezuela, Hugo Carvajal CNN em Espanhol

Inti LandauroAndrei Khalipda Reuters

Ouvir notícia

A Suprema Corte da Espanha disse, nesta quarta-feira (20), que concordou em extraditar o ex-chefe da espionagem venezuelano Hugo Carvajal para os Estados Unidos, onde ele enfrenta acusações de tráfico de drogas. A Espanha negou asilo ao político.

Carvajal, que era general e aliado próximo do falecido líder venezuelano Hugo Chávez, foi detido pela polícia espanhola no mês passado.

As autoridades dos EUA acreditam que Carvajal poderia fornecer informações importantes sobre as supostas atividades de tráfico de drogas de Nicolás Maduro e de pessoas próximas ao presidente venezuelano.

 

Mais Recentes da CNN