Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lavrov rejeita plano de paz da Ucrânia e a tentativa da ONU de reviver acordo de grãos

    Ministro russo falou depois de uma semana de intensa diplomacia global no encontro anual de líderes mundiais na sede da ONU em Nova York

    Lavrov acusou o Ocidente de ter uma mentalidade neocolonial em suas propostas ao Sul Global
    Lavrov acusou o Ocidente de ter uma mentalidade neocolonial em suas propostas ao Sul Global 16/01/2019REUTERS/Maxim Shemetov

    Por Michelle Nichols e Gabriela Baczynska, da Reuters

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse, neste sábado (23), que o plano de paz proposto pela Ucrânia, bem como as últimas propostas da ONU para reviver a iniciativa de grãos do Mar Negro, não eram “realistas”.

    Lavrov falou depois de uma semana de intensa diplomacia global no encontro anual de líderes mundiais na sede da ONU em Nova York, onde a Ucrânia e seus aliados ocidentais tentaram angariar apoio para Kiev, que está travando uma guerra em seu território contra a invasora Rússia.

    “É completamente inviável”, disse Lavrov sobre um projeto de paz de 10 pontos promovido por Kiev. “Não é possível implementar isso. Não é realista e todo mundo entende isso, mas, ao mesmo tempo, eles dizem que essa é a única base para as negociações.”

    Ele disse que o conflito seria resolvido no campo de batalha se Kiev e o Ocidente mantivessem essa posição.

    Lavrov acrescentou que Moscou deixou a iniciativa dos grãos do Mar Negro porque as promessas feitas à Rússia — incluindo a remoção das sanções a um banco russo e sua reconexão ao sistema global SWIFT — não foram cumpridas.

    Ele disse que as últimas propostas da ONU para reviver esse corredor de exportação de produtos agrícolas ucranianos “simplesmente não são realistas”.

    Vídeo — Lavrov rejeita plano de paz da Ucrânia e a tentativa da ONU de reviver acordo de grãos

    Lavrov disse que visitaria Pyongyang no próximo mês para continuar as negociações com seu homólogo de lá, após os recentes acordos feitos pelo presidente russo, Vladimir Putin, e pelo líder norte-coreano, Kim Jong Un, em Moscou.

    Lavrov acusou o Ocidente de ter uma mentalidade neocolonial em suas propostas ao Sul Global para obter apoio para a Ucrânia na guerra.

    Em vez disso, Lavrov falou de uma “maioria global” que estava sendo enganada pelo Ocidente, que ele descreveu como um “império de mentiras”.

    Imagens mostram a destruição da guerra entre Rússia e Ucrânia