Líbano tem crises em série desde explosão em porto de Beirute, diz especialista

Pelo menos cinco pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas durante um tiroteio em uma manifestação que aconteceu hoje na capital libanesa

Produzido por Layane Serranoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN nesta quinta-feira (14), Georges Alfred Karam, vice-presidente da Federação das Entidades Líbano-Brasileiras de São Paulo, afirmou que o Líbano tem crises em série desde a explosão no porto de Beirute, em agosto de 2020. 

Na ocasião, o incidente foi causado por uma quantidade imensa de nitrato de amônio armazenada inadequadamente no porto durante anos. 

Pelo menos cinco pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas durante um tiroteio em uma manifestação que aconteceu hoje na capital do país, segundo a Cruz Vermelha Libanesa. A manifestação pedia a remoção de um juiz que lidera a investigação sobre a explosão mortal no porto da cidade.

“A situação desde então só vem piorando e há crises em série. A área da saúde, da economia, da educação, da energia, todos os setores no Líbano passam por uma crise muito difícil”, disse.

“A moeda perdeu 90% de seu valor, a população está revoltada com a classe política que está no poder há mais de 30 anos e nada faz. O país está dominado pela corrupção, está desacreditado internacionalmente. E o povo teme a volta da guerra civil entre as facções ou entre as religiões.”

Tópicos

Mais Recentes da CNN