Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder separatista no leste da Ucrânia anuncia retirada de moradores

    Denis Pushilin, chefe da autoproclamada República Popular de Donetsk, disse que a Rússia concordou em fornecer acomodação para as pessoas que saem e que mulheres, crianças e idosos devem ser removidos primeiro

    Anton Zverevda Reuters

    Moscou

    Um líder separatista apoiado pela Rússia no leste da Ucrânia anunciou a retirada dos moradores da região separatista para o sudeste da Rússia nesta sexta-feira (18) em meio a um aumento nos ataques à região.

    Ao anunciar a medida nas redes sociais, Denis Pushilin, chefe da autoproclamada República Popular de Donetsk, disse que a Rússia concordou em fornecer acomodação para as pessoas que saem e que mulheres, crianças e idosos devem ser removidos primeiro. Não houve comentários imediatos de autoridades russas ou de Kiev.

    Também nesta sexta, rebeldes pró-Rússia instalados no leste da Ucrânia acusaram as forças do governo ucraniano de atacarem uma aldeia, no entanto, a Rússia noticiou que mais unidades de infantaria e tanques estavam voltando para suas bases, em contraste com os temores ocidentais de uma iminente invasão russa.

    É o segundo dia consecutivo que separatistas pró-Rússia dizem ter ficado sob fogo de morteiros e artilharia das forças ucranianas, de acordo com a agência de notícias Interfax.

    O governo ucraniano e os rebeldes trocaram acusações pela escalada de tensão após os ataques na quinta-feira (17), provocando receios de que a Rússia, que reuniu mais de 100 mil soldados perto das fronteiras da Ucrânia, pudesse se envolver.