Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula cancela jantar em Paris com príncipe herdeiro da Arábia Saudita

    Presidente alegou oficialmente cansaço por agenda de reuniões cheia nos últimos dias; fontes do governo afirmaram à CNN que temor de repercussão negativa incentivou cancelamento

    Presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante encontro de cúpula em Paris
    Presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante encontro de cúpula em Paris 23/06/2023 Lewis Joly/Pool via REUTERS

    Da CNN

    São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cancelou sua participação em um jantar que seria oferecido pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, nesta sexta-feira (23), em Paris.

    O encontro encerraria a agenda do dia do presidente na capital francesa, que contou com participação na cúpula do Novo Pacto de Financiamento Global, promovida pelo presidente francês, Emmanuel Macron.

    A justificativa oficial dada pela assessoria de Lula para o cancelamento do compromisso foi o cansaço do presidente diante da agenda lotada nos últimos dias desde que iniciou a viagem oficial à Europa, na Itália.

    No entanto, uma fonte do governo afirmou à correspondente da CNN Priscila Yazbek que a possibilidade da reunião repercutir negativamente incentivou a mudança na agenda.

    A Arábia Saudita possui um longo histórico de violações aos direitos humanos, inclusive por parte de Bin Salman, apontado como o mandante do assassinato do jornalista crítico ao governo, Jamal Khashoggi.

    Fontes do governo afirmaram que a agenda de Lula na capital francesa foi positiva, mas a participação no jantar seria um “tiro no pé”, marcando negativamente a viagem e com possibilidade de se tornar a grande manchete a repercutir na mídia.

    O presidente francês Emmanuel Macron também se encontrou com Bin Salman recentemente e, de acordo com Yazbek, enfrentou uma onda de críticas no país.

    O analista sênior da CNN Américo Martins avaliou que a polêmica investigação envolvendo o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) e as joias dadas pelo governo da Arábia Saudita também pode ter influenciado a decisão de Lula pelo cancelamento.

    O analista de internacional da CNN Lourival Sant’Anna classificou como “sábia” a decisão do presidente e uma demonstração de que Lula “vai calibrando seu discurso ao longo do caminho”, após receber críticas pelo encontro e elogios feitos ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em Brasília.

    *Publicado por Léo Lopes