Macron deve falar com Putin sobre evacuação de civis de Mariupol nesta sexta (25)

Esta seria a segunda ligação nesta semana entre os presidentes da Rússia e França

Mulher em ônibus com refugiados ucranianos de Mariupol, no sul do país
Mulher em ônibus com refugiados ucranianos de Mariupol, no sul do país Chris McGrath/Getty Images

Reuters*

Ouvir notícia

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta sexta-feira (25) que espera ter mais conversas “nas próximas horas” com o presidente russo, Vladimir Putin, sobre a situação na Ucrânia e quaisquer planos para ajudar as pessoas a deixarem Mariupol.

O porto de Mariupol, no sudeste, uma cidade de 400.000 habitantes antes da guerra, está entre os mais atingidos pelo bombardeio russo.

Ambos também conversaram na terça-feira (22), ocasião em que discutiram as condições para a paz entre Rússia e Ucrânia, segundo informações da agência de notícias russa Interfax. O presidente francês tem sido um dos principais interlocutores do conflito entre os líderes europeus.

Mariupol foi lembrada na ligação, disse um informe do Palácio do Eliseu, sede do governo francês. “O presidente [Macron] pediu-lhe medidas concretas e verificáveis ​​para levantar o cerco a Mariupol, permitindo o acesso humanitário e um cessar-fogo imediato”.

Estimativas dão conta que dezenas de milhares de pessoas ainda estejam presas com pouco acesso à comida, energia ou aquecimento, enquanto a cidade ao seu redor foi reduzida a ruínas.

Segundo autoridades ucranianas, pelo menos 100 mil civis querem fugir de Mariupol, mas não conseguiram devido à falta de corredores seguros para sair da cidade portuária sitiada.

Moscou sinalizou, também nesta sexta-feira, que está reduzindo suas ambições na Ucrânia para se concentrar no território reivindicado por separatistas apoiados pela Rússia, enquanto as forças ucranianas iniciam a ofensiva para recapturar cidades nos arredores da capital Kiev.

Veja 10 imagens que marcam um mês de guerra na Ucrânia

*Com informações da CNN

Mais Recentes da CNN