Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais de 1,3 milhão no Texas continuam sem energia após o furacão Beryl

    Tempestade derrubou árvores e torres de energia; estado tenta se recuperar em meio ao calor extremo

    Mais de 1,3 milhão no Texas continuam sem energia após o furacão Beryl
    Mais de 1,3 milhão no Texas continuam sem energia após o furacão Beryl REUTERS

    Reuters

    Mais de 1,3 milhão de casas e empresas no Texas continuam sem energia nesta quinta-feira (11), quatro dias após a passagem do furacão Beryl. O estado foi atingido por ventos fortes e inundações, em meio ao calor extremo.

    Cerca de 1,1 milhão que estão sem energia são clientes da Centerpoint Energy CNP. N, o maior provedor do estado, mostraram dados da PowerOutage.us.

    Embora a concessionária tenha restaurado a energia para 1,16 milhão de clientes desde a tempestade, a empresa enfrenta críticas sobre seus preparativos antes de Beryl. Em uma carta ao Centrepoint, a congressista americana Sylvia Garcia chamou a lenta restauração de energia como uma crise de saúde pública.

    A Centerpoint disse que espera restaurar a energia para 400 mil clientes até sexta-feira (12) e 350 mil clientes até domingo (14). No total, 2,26 milhões de pessoas ficaram sem luz durante a tempestade.

    “As equipes identificaram extensos danos em todo o sistema da empresa. As árvores em toda a área da Grande Houston eram particularmente vulneráveis devido a três anos incomuns de clima extremo, incluindo congelamentos significativos, seca e chuvas fortes na última primavera”, disse a Centerpoint em um comunicado.

    Segundo o Serviço Nacional de Meteorologia, são esperadas temperaturas de 32 °C no sudeste do Texas nesta quinta-feira (11).

    Os danos da Beryl podem custar às seguradoras nos Estados Unidos cerca de 2,7 milhões de dólares, disse a empresa de modelagem de catástrofes Karen Clark & Co.

    Beryl, que tocou o solo como uma tempestade de categoria 1 na manhã de segunda-feira, fechou grandes portos ao longo da Costa do Golfo.

    A Costa do Golfo do Texas é o lar de enormes instalações de gás e petróleo, bem como fábricas de exportação e fabricantes de produtos químicos. O Texas representa 40% da produção de petróleo dos Estados Unidos e 20% da produção de gás natural do país.

    O Freeport LNG, uma das maiores instalações de gás natural liquefeito do país, deve reiniciar as operações nesta quinta-feira (11), disseram fontes à Reuters no início desta semana.