Manifestações no Cazaquistão deixam 164 mortos, aponta relatório

Atos começaram há uma semana contra o aumento do preço do combustível antes de explodir em um protesto mais amplo contra o governo

Forças de segurança reprimem protestos em Almaty, capital cazaque
Forças de segurança reprimem protestos em Almaty, capital cazaque Valery Sharifulin/TASS

Reuters

Ouvir notícia

Um total de 164 pessoas, incluindo duas crianças, foram mortas durante protestos violentos no Cazaquistão na semana passada, informou a agência de notícias russa Sputnik ao Ministério da Saúde no domingo.

As manifestações começaram há uma semana contra o aumento do preço do combustível antes de explodir em um protesto mais amplo contra o governo.

O ministério disse que 103 pessoas morreram na principal cidade do Cazaquistão, Almaty, onde ocorreu o pior da violência.

Mais Recentes da CNN