Maurício Pestana: Luta antirracismo nos EUA é irreversível

Especialista de diversidade da CNN comentou o gesto do cantor Eminem de se ajoelhar durante sua apresentação no Super Bowl deste domingo (13)

Raphael Buenoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Durante a apresentação do show do intervalo do Super Bowl deste domingo (13), o rapper Eminem repetiu o gesto do ex-quarterback Colin Kaepernick, e se ajoelhou em protesto contra o racismo no palco.

Kaepernick se ajoelhou durante a execução do hino nacional americano em 2017 como forma de protesto contra a violência racial no país. Após o gesto, o atleta foi punido pela National Football League (NFL) e passou a se dedicar à causa antirracista nos Estados Unidos.

O Especialista CNN em diversidade Maurício Pestana comentou a atitude do cantor em defender a pauta antirracista durante sua apresentação no evento.

De acordo com Pestana, o gesto é cheio de simbologia. O especialista destacou o fato de o cantor ser uma pessoa branca usando o seu espaço para promover a pauta antirracista.

“Antes parecia que a luta dos negros nos Estados Unidos era uma luta só dos negros. Hoje cada vez mais você tem os brancos envolvidos (na causa)”, disse Pestana.

Ainda na opinião do especialista, a luta antirracista nos Estados Unidos tende a avançar.

A luta antirracista nos Estados Unidos é irreversível. Faz parte da pauta americana hoje e não tem o que tirar. Não tem como contestar

Maurício Pestana, Especialista CNN em diversidade

Veja mais no vídeo acima.

Mais Recentes da CNN