Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    México: Furacão Otis provoca inundações e deixa cidade de Acapulco isolada e sem comunicação

    Uma equipe da CNN ficou ilhada em um posto de gasolina; chuvas devem persistir no sul do México

    Sul do México foi alvo de inundações provocadas pela passagem do furacão Otis
    Sul do México foi alvo de inundações provocadas pela passagem do furacão Otis Reprodução CNN

    Da CNN

    O furacão Otis, de categoria 5, atingiu a costa oeste do México, perto da cidade de Acapulco, nesta quarta-feira (25). Com ventos de até 265 km/h, o fenômeno provocou inundações no sul do México e deixou uma equipe da CNN ilhada em um posto de gasolina por conta das fortes chuvas.

    Autoridades do governo mexicano estão indo para Acapulco para avaliar os danos causados ​​pelo furacão Otis após perderem comunicações com suas equipes no terreno, conforme confirmou o presidente Andrés Manuel López Obrador.

    Ele disse que seu governo não tem relatos de vítimas após o furacão Otis, mas que todos os sistemas de comunicação na área estão atualmente desligados. “Não há comunicação”, relatou, para depois dizer que as rodovia que dá acesso à cidade está bloqueado por deslizamentos de terra.

    Também não há como chegar a Acapulco de avião ou helicóptero, já que os voos foram cancelados devido ao mau tempo.

    A coordenadora Nacional de Proteção Civil, Laura Velázquez, reiterou, em entrevista ao canal de notícias local Milenio TV, que não há informações sobre feridos ou desaparecidos.

    “Não há como chegar a Acapulco por via aérea; É por isso que viajamos por estrada. Não temos contato via satélite; de jeito nenhum. É por isso que estamos nos mudando. Não sabemos a que horas vamos chegar, mas vamos chegar com toda a ajuda”, acrescentou.

    Otis perdeu força após chegar ao litoral

    O furacão Otis intensificou-se rapidamente em seu caminho para o México até atingir a categoria 5, enfraqueceu para a categoria 4 após atingir a costa e está na categoria 1, segundo o último relatório do Serviço Meteorológico Nacional do México (SMN).

    O SMN prevê “chuvas persistentes” para as próximas horas sobre entidades do centro do país. Otis pode trazer até 510 mm de chuva para partes dos estados de Guerrero e Oaxaca, deslizamentos de terra, uma tempestade “potencialmente catastrófica” e condições de surfe e correntes de retorno com risco de vida, disseram as autoridades.

    A Conagua, a agência nacional de águas do México, alertou sobre ondas de 6 a 8 metros ao largo de Guerrero e partes de Oaxaca.

    Em Guerrero, as autoridades abriram abrigos contra tempestades e a Guarda Nacional estava pronta para resgates e evacuações.

    Vídeos postados nas redes sociais mostraram quartos destruídos pela passagem do furacão, tetos e paredes abertos e carros parcialmente submersos nas enchentes enquanto o estado de Guerrero, no sul, acordava com a desordem deixada pelo rastro de Otis.

    Imagens de um hospital nas redes sociais mostraram enfermeiras evacuando pacientes de seus quartos para mantê-los protegidos.

    Veja também: Brasileiros relatam drama com a chegada do furacão Idalia

    Publicado por Flávio Ismerim, com informações da CNN Internacional e da Reuters