Moradores de Mariupol são levados para Rússia à força, diz conselho da cidade

Segundo comunicado, pessoas teriam sido pegas no distrito de Livoberezhny e em abrigo em um prédio de clube esportivo

Civis deixam Mariupol, cidade ucraniana fortemente atingida pela Rússia desde o início da invasão à Ucrânia
Civis deixam Mariupol, cidade ucraniana fortemente atingida pela Rússia desde o início da invasão à Ucrânia Maximilian Clarke/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Olga Voitovchda CNN

em Lviv

Ouvir notícia

Moradores de Mariupol, na Ucrânia, estão sendo levados para o território russo contra sua vontade pelas forças russas, de acordo com um comunicado no sábado da Câmara Municipal de Mariupol.

“Na semana passada, vários milhares de moradores de Mariupol foram levados ao território russo. Os ocupantes levaram ilegalmente pessoas do distrito de Livoberezhny e do abrigo no prédio do clube esportivo, onde mais de mil pessoas (principalmente mulheres e crianças) foram se escondendo do bombardeio constante”, dizia o comunicado.

Os moradores capturados de Mariupol foram levados para campos onde as forças russas checaram seus telefones e documentos, disse o conselho da cidade, e depois foram redirecionados para cidades russas remotas.

A declaração citou o prefeito de Mariupol, Vadym Boichenko, que disse: “O que os ocupantes estão fazendo hoje é familiar para a geração mais velha, que viu os terríveis eventos da Segunda Guerra Mundial, quando os nazistas capturaram pessoas à força”.

“É difícil imaginar que no século 21 as pessoas possam ser levadas à força para outro país”, acrescentou.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN