Mulher disca número de telefone errado e cria amizade de 20 anos com desconhecido

Uma senhora, da Flórida, nos EUA, queria falar com a irmã, mas acabou ligando para um homem em Rhode Island; amigos se encontraram pela primeira vez no dia de Ação de Graças

Mike Moffitt e Gladys Hankerson se encontraram pela primeira vez na semana de Ação de Graças.
Mike Moffitt e Gladys Hankerson se encontraram pela primeira vez na semana de Ação de Graças. Cortesia de Mike Moffitt

Sara Smartda CNN

Ouvir notícia

O que começou com um número de telefone incorreto, tornou-se uma amizade que já dura 20 anos.

Segundo a WPBF, rede afiliada da CNN nos EUA, tudo começou no início dos anos 2000, quando Gladys Hankerson, de Delray Beach, na Flórida, estava tentando ligar para a irmã em Maryland.

O código de área da irmã dela era 410, mas Hankerson acabou dicando 401. Mike Moffitt, de Rhode Island, atendeu o telefone.

Hankerson pediu desculpas por discar o número dele por engano e deligou imediatamente, mas ela continuou ligando para ele várias vezes. “Isso continuou acontecendo de ela discar acidentalmente o número errado, mas em algum momento acabou mudando e ela apenas ligava para dizer oi”, disse Moffitti à CNN.

Um dia, Moffitt conseguiu impedi-la de desligar o telefone tão rapidamente e falar com ela. “Eu estava tipo, ‘Ei, se você vai continuar ligando, então vamos bater um papo’”, disse.

Moffitt trabalhava em um call center na época e disse que estar ao telefone não o incomodava. Ele explicou à CNN que falar com Hankerson era como uma lufada de ar fresco em comparação com as outras ligações que ele atendia habitualmente.

Tudo isso ocorreu em um período muito difícil na vida de Hankerson – ela havia se divorciado e acabara de perder o filho. “Durante aquele tempo, fiquei desanimada e ele (Mike) sentiu compaixão e tudo mais – me levantou”, disse Hankerson à WPBF.

Nessa mesma época, Moffitt perdeu os avós e Hankerson preencheu esse vazio para ele, assim como ele preencheu o vazio que ela sentia.

Após 20 anos, a amizade deles está cada vez mais forte. Moffitt disse que os dois mantiveram contato, conversando a cada poucos meses, mas nunca tinham se encontrado pessoalmente.

Isso foi até o feriado de Ação de Graças da semana passada, quando Moffitt e sua família estavam visitando a Flórida e decidiram fazer uma surpresa para Hankerson em sua casa, em Delray Beach.

“Acabamos nos encontrando porque uma ponte elevadiça foi erguida”, disse Moffitt. “Esperamos de 10 a 15 minutos na ponte e finalmente decidimos continuar. Foi quando percebi que

estávamos a três quilômetros da casa de Gladys”.

Depois de pegar algumas flores, Moffitt bateu na porta de Hankerson e foi recebido de braços abertos.

“Eu entrei e disse: ‘Gladys, é o Mike de Rhode Island!’ e ela disse, ‘Oh, meu amigo Mike! Eu sou abençoada’, e jogou os braços para cima”, disse Moffitt.

Hankerson fez um tour pela casa dela com Moffitt, apresentou-o à família e os dois conversaram como faziam pelo telefone.

Depois de todo esse tempo, Moffitt parece um membro da família, disse Hankerson à WPBF. “Eu gostaria que mais pessoas pudessem ser assim, você sabe”, disse ela. “Isso seria tão bom. O mundo seria melhor também – as pessoas seriam melhores”.

* Matéria traduzida. Leia a original aqui.

Mais Recentes da CNN