Não há data marcada para reunião de Biden com Xi, diz conselheiro dos EUA

Jake Sullivan não quis comentar, à CNN, se foi um erro o presidente chinês não comparecer à cúpula do G20 nesta semana em Roma

O presidente dos EUA, Joe Biden, e o líder da China, Xi Jinping
O presidente dos EUA, Joe Biden, e o líder da China, Xi Jinping Getty Images

Allie Malloyda CNN*

Ouvir notícia

O Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, disse ao jornalista da CNN Internacional, Jeremy Diamond, que ainda não há data marcada para um encontro virtual entre o presidente norte-americano Joe Biden e o presidente chinês Xi Jinping.

“Os dois presidentes terão a oportunidade de ter um encontro virtual antes do final do ano. Não tenho uma data para anunciar hoje, mas eles poderão sentar-se cara a cara o mais perto que a tecnologia permitir, para se verem e passarem um tempo significativo examinando toda a agenda. O presidente Xi optou por não comparecer a essas cúpulas. Ele optou por não deixar a China no ano civil de 2021 para ver qualquer líder. É claro que essa é a escolha dele”, disse Sullivan.

Questionado pela CNN Internacional se foi um erro Xi não comparecer à cúpula do G20 nesta semana em Roma, Sullivan disse que não caracterizaria a tomada de decisão de Xi.

O conselheiro também não quis comentar se a Casa Branca acredita que foi um erro do presidente chinês.

“Tudo o que posso dizer é sobre a perspectiva do presidente dos EUA, o presidente Biden acredita que é importante que ele tenha a oportunidade de ter um compromisso cara a cara com Xi Jinping e, se não for possível pessoalmente por causa das restrições de viagens de Xi, fazendo isso por um reunião virtual é a segunda melhor opção. É isso que pretendemos fazer.”

Sullivan acrescentou que “em uma era de intensa competição entre os EUA e a China, a diplomacia intensa, a diplomacia de nível de líder é vital para administrar eficazmente esse relacionamento”.

(*Esse texto foi traduzido. Clique aqui para ler o original em inglês)

Mais Recentes da CNN