Noroeste dos Estados Unidos registra mais de 40 terremotos em 24 horas

Magnitude dos tremores variou de 3,5 a 5,8 na escala Richter, sem apresentar risco de tsunami

Mapa indica local dos terremotos registrados na costa dos EUA
Mapa indica local dos terremotos registrados na costa dos EUA CNN Weather

Pedram Javaherida CNN

Ouvir notícia

Uma das falhas geográficas mais ativas da América do Norte ganhou vida nesta terça-feira (7) após o registro de mais de 40 terremotos – variando de magnitude 3,5 a 5,8 – na costa de Oregon, o que chamou a atenção e preocupação de milhões.

A série de tremores, que começou na manhã de terça-feira (7) e continuou até quarta-feira (8), foram todos detectados entre 400 e 500 quilômetros a oeste da cidade costeira de Newport, muito distante para serem sentidos pelos habitantes, mas o suficiente para alertar especialistas.

“Se você tivesse me perguntado ontem onde na Terra teria maior probabilidade de produzir um monte de terremotos de magnitude 5.0+ em um único dia, aqui seria uma das mais prováveis respostas”, Harold Tobin, diretor da Pacific Northwest Seismic Network no Universidade de Washington, disse à CNN.

A falha geológica responsável é a Zona de Fratura Blanco. De acordo com uma análise da Universidade Estadual de Oregon, esta é mais ativa do que a infame Falha de San Andreas, localizada na Califórnia, tendo produzido mais de 1.500 terremotos de magnitude 4,0 ou maior desde os anos 1970.

O que tmais impressiona é que pelo menos nove tremores desta semana atingiram uma magnitude acima de 5,0 na escala Richter, com a maioria ocorrendo em uma profundidade rasa de apenas 10 km.

Felizmente, de acordo com o Centro Nacional de Alerta de Tsunami dos EUA, nenhum dos terremotos desta semana acionou um alerta nos mares.

No entanto, a atividade aumentou o nível de preocupação para alguns, já que a região está entre as áreas mais propensas a tremores na América do Norte e já produziu um dos maiores no território continental dos Estados Unidos,em janeiro de 1700.

Precursor de algo maior?

Embora o epicentro desta semana, a Zona de Fratura Blanco, esteja entre os mais sismicamente ativos na América do Norte, raramente leva a terremotos destrutivos.

“Os terremotos desta zona são causados pelos movimentos laterais das placas tectônicas em ambos os lados, em vez de deslocamento para cima e para baixo, então é muito improvável que representem uma ameaça de tsunami”, disse Tobin à CNN.

Embora os terremotos desta semana tenham levantado a preocupação de que o “algo maior” possa estar próximo, Tobin garantiu que não é necessariamente o caso.

Ele apontou que, embora tenhamos tido um número notável de terremotos de magnitude 5.5+ em um curto período de tempo, não é inerentemente alarmante, mas sim sismologicamente interessante.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original em inglês)

Mais Recentes da CNN