Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nova onda de ataques aéreos mata dez em Gaza

    Bombardeios israelenses na região de Jabalia e Nuseirat ainda causaram dezenas de feridos

    Casas destruídas no campo de refugiados Jabalia, na Faixa de Gaza
    Casas destruídas no campo de refugiados Jabalia, na Faixa de Gaza Mahmoud Issa/Reuters (22.fev.24)

    Kareem KhadderLucas Lilieholmda CNN

    Ataques israelenses em Gaza mataram pelo menos dez pessoas, disseram autoridades da Defesa Civil e jornalistas locais na manhã de sexta-feira (17). Há também palestinos feridos.

    Foram dois episódios distintos.

    Um primeiro ataque aéreo ao campo de refugiados de Jabalia, no norte de Gaza, matou pelo menos seis pessoas, segundo autoridades da Defesa Civil que chegaram ao local e retiraram vários feridos.

    O distrito de Jabalia, no norte de Gaza, tem sido alvo de intensas operações de combate nos últimos dias. Um hospital no norte de Gaza recebeu vários corpos e muitas pessoas feridas após os ataques israelenses na quinta-feira (16), de acordo com um repórter da CNN que estava no local.

     

     

    Salama Maroof, chefe do Gabinete de Comunicação Social do Governo em Gaza, disse numa declaração na quinta-feira que os militares israelenses invadiram Jabalia e isolaram o assentamento de Beit Hanoun, no nordeste.

    “Milhares de cidadãos que estão atualmente na cidade de Beit Hanoun não receberam qualquer alimento, água ou qualquer necessidade vital desde o início da operação militar no campo de Jabalia e estão completamente sitiados dentro da cidade”, disse ele, acrescentando que não havia instalações médicas funcionando em Beit Hanoun.

    Num ataque separado ao campo de refugiados de Nuseirat, no centro de Gaza, pelo menos quatro pessoas foram mortas quando aviões de guerra israelenses atingiram a escola Al-Jaouni, que abriga pessoas deslocadas. Jornalistas locais testemunharam a chegada dos corpos ao Hospital dos Mártires de Al-Aqsa, em Deir Al-Balah.