Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nova York processa empresas de ônibus por transportar imigrantes ilegais

    Prefeito acusa governador do Texas de fazer uso político de estrangeiros necessitados e tentar sobrecarregar sistemas sociais da cidade

    Texas contrata ônibus para levar imigrantes ilegais para Nova York
    Texas contrata ônibus para levar imigrantes ilegais para Nova York Reprodução

    Da Reuters

    A cidade de Nova York entrou com uma ação nesta quinta-feira (4) acusando 17 empresas de ônibus de violar uma lei estadual ao levar mais de 33 mil imigrantes do Texas para o município. O transporte foi fretado pelo governador republicano do estado, Greg Abbott, que teria a intenção, segundo o processo, de expulsar pessoas que cruzam a fronteira do México com os Estados Unidos ilegalmente.

    A prefeitura da cidade americana pede uma indenização de US$ 708 milhões, que diz ser o custo causado pela ação. O dinheiro foi usado pela administração para fornecer abrigo e serviços aos imigrantes nos últimos dois anos. O processo será analisado no tribunal estadual de Nova York, em Manhattan.

    Na ação, a prefeitura ainda acusa os operadores de ônibus fretados de violarem uma lei de Nova York do século 19 que exige que qualquer indivíduo que transporte “uma pessoa necessitada” precisa pedir assistência de outro governo para cobrir as despesas.

    O prefeito de Nova York, Eric Adms, disse que o esquema de transportes do governador do Texas, ao lado das empresas, tinha o objetivo político de sobrecarregar o sistema de serviços sociais da cidade.

    “Nova York fez e sempre continuará a fazer a nossa parte para gerir esta crise humanitária. Mas não podemos suportar sozinhos os custos das manobras políticas imprudentes do estado do Texas. O uso contínuo de migrantes pelo governador Abbott como peões políticos não é apenas caótico e desumano, mas deixa claro que ele coloca a política acima das pessoas. O processo de hoje deve servir de alerta a todos aqueles que infringem a lei desta forma”, afirmou o prefeito.

    O presidente Joe Biden, que tenta a reeleição neste ano, enfrenta duras críticas sobre a crise migratória. Nos últimos dias, funcionários do alto escalão do governo americano viajaram ao México para tratar do assunto com o presidente Andrés Manuel López Obrador. Governadores do lado americano da fronteira acusam Biden de não fazer o suficiente para conter o fluxo ilegal.