Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que a Rússia está fazendo com Mariupol “será lembrado por séculos”, diz Zelensky

    Presidente ucraniano ainda acrescentou que tropas da Rússia estão sofrendo com "perdas sem precedentes" de soldados

    Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, em pronunciamento no seu escritório
    Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, em pronunciamento no seu escritório Foto Reprodução/Facebook

    Yulia ShevchenkoHira Humayunda CNN

    O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que o ataque russo à cidade de Mariupol é um “ato de terror” que será “lembrado por séculos”. Em uma mensagem de vídeo publicada no Facebook no início deste domingo (20), Zelensky afirmou que a cidade portuária ficará na história como um exemplo de crimes de guerra.

    No início de sábado (19), Zelensky se dirigiu ao povo suíço através de um vídeo em que disse que a Suíça apoiava as sanções da União Europeia contra Moscou, e pediu que o país tomasse mais medidas contra a Rússia.

    “Isso significa muito para o aparato estatal russo, para as pessoas que estão acostumadas a pensar que poder é dinheiro”, disse ele na mensagem do Facebook.

    O presidente ucraniano acrescentou que pediu à Suíça que tome medidas adicionais, como garantir que as empresas suíças que ainda não deixaram o mercado russo o façam imediatamente. No discurso, ele destacou a empresa suíça Nestlé, que não suspendeu operações na Rússia.

    Zelensky diz que Rússia sofreu “perdas sem precedentes”

    O presidente ucraniano também afirmou, neste domingo (20), que os militares russos sofreram “perdas sem precedentes” e que algumas unidades russas foram “destruídas de 80 a 90%”.

    “Os ucranianos provaram que podem lutar mais profissionalmente do que um exército que faz guerras há décadas em várias regiões e condições. Respondemos com sabedoria e coragem ao grande número de seus equipamentos e soldados enviados à Ucrânia”, disse Zelensky em um vídeo publicado nas redes sociais.

    Ele então passou a falar em russo e disse que em áreas onde ocorreram combates pesados, a linha de frente de defesa está “cheia de cadáveres de soldados russos”. “E esses cadáveres, esses cadáveres, não estão sendo recolhidos por ninguém. Novas unidades estão sendo enviadas para avançar sobre eles”, disse o líder ucraniano.

    Zelensky disse que oito corredores humanitários para evacuação de civis estavam operando no último sábado (19), mas devido ao bombardeio russo, as autoridades não conseguiram resgatar pessoas de Borodyanka, na região de Kiev.

    As autoridades também não conseguiram entregar ajuda humanitária às cidades da região sul de Kherson.

    “As tropas russas bloquearam nosso comboio. Por quê? O objetivo deles continua o mesmo. Mais uma vez, eles estão tentando criar uma imagem para sua propaganda como se a Ucrânia tivesse deixado seus cidadãos sem o essencial, como se a Rússia os estivesse constantemente resgatando de alguma coisa”, disse Zelensky.

    A CNN não verificou de forma independente as alegações de Zelensky sobre perdas russas significativas.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original