Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia procura atirador que deixou 16 mortos no Maine, nos EUA; o que se sabe até agora

    Ao menos 16 pessoas morreram em dois tiroteios em Lewiston, no Maine, na noite de quarta-feira (25); entre 50 e 60 pessoas ficaram feridas, segundo autoridades

    Da CNN

    São Paulo

    Dois tiroteios deixaram dezenas de mortos e feridos na cidade de Lewiston, no Maine, nos Estados Unidos, na noite de quarta-feira (25).

    Um suspeito ainda é procurado pela polícia. Autoridades disseram que centenas de policiais estão agora trabalhando em todo o estado para localizá-lo. 

    Confira o que se sabe do caso até o momento sobre o ataque.

    Quantas pessoas morreram?

    De acordo com várias fontes policiais, pelo menos 16 pessoas morreram.

    Em quais locais aconteceram os tiroteios?

    Os tiroteios aconteceram em um restaurante, Schemengees Bar, e em uma pista de boliche, Sparetime Recreation.

    Quantas pessoas ficaram feridas?

    Entre 50 e 60 pessoas ficaram feridas, segundo informações iniciais.

    Quem foi o responsável pelo tiroteio?

    Inicialmente, a polícia acredita que o ataque tenha sido cometido por Robert Card. Ele foi considerado “como uma pessoa de interesse em relação ao tiroteio”.

    Card seria um instrutor certificado de armas de fogo e membro da Reserva do Exército dos EUA. Ele continua foragido. “Estamos encorajando todas as empresas a bloquearem ou fecharem enquanto investigamos”, disse o Gabinete do Xerife do Condado de Androscoggin.

    O que diz o prefeito?

    O prefeito de Lewiston, Carl Sheline, disse que está “com o coração partido por nossa cidade e nosso povo” depois que vários tiroteios deixaram pelo menos 16 mortos e outras 50 a 60 feridas.

    “Lewiston é conhecido por nossa força e coragem e precisaremos de ambos nos próximos dias”, disse Sheline em comunicado divulgado à CNN na quarta-feira.

    O prefeito pediu aos moradores que “seguissem todas as orientações recomendadas e ficassem em casa”, acrescentando que a cidade está atualmente sob uma ordem de isolamento social.

    “É fundamental priorizar a sua segurança e a segurança das pessoas ao seu redor”, explicou Sheline.

    O que diz a governadora do Maine?

    A governadora do Maine, Janet Mills, disse na noite de hoje que foi informada sobre a situação.

    “Peço a todas as pessoas na área que sigam as orientações da fiscalização estadual e local. Continuarei monitorando a situação e mantendo contato próximo com as autoridades de segurança pública”, disse a governadora.

    Biden foi informado?

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, foi informado sobre o que se sabe até agora sobre o tiroteio.

    Ele continuará recebendo atualizações, de acordo com a Casa Branca.

    Biden também conversou com juízes locais sobre o episódio.

    “O presidente conversou por telefone individualmente com a governadora do Maine, Janet Mills, os senadores Angus King e Susan Collins e o congressista Jared Golden sobre o tiroteio em Lewiston, Maine, e ofereceu total apoio federal após este ataque horrível”, disse a Casa Branca.

    *Publicado por Douglas Portos, da CNN, com informações da CNN Internacional