OMS: mortes por coronavírus fora da China ultrapassam as registradas no país

A doença teve origem na cidade chinesa de Wuhan, no final de 2019, e já se alastrou para ao menos 174 outros países

Funcionário de loja em Viña del Mar, no Chile, usa máscara para se proteger do novo coronavírus
Funcionário de loja em Viña del Mar, no Chile, usa máscara para se proteger do novo coronavírus Foto: Rodrigo Garrido - 14.mar.2020/ Reuters

Da CNN Brasil, em São Paulo

Ouvir notícia

Pela primeira vez, o número de mortos pelo novo coronavírus (COVID-19) na China continental foi ultrapassado pelo total de vítimas fatais nos outros países. A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou o dado nesta segunda-feira (16).

Pelo balanço mais recente da OMS, no final da segunda haviam sido registradas 6.610 mortes pela doença em todo o mundo, sendo 3.218 na China territorial e outras 3.392 no restante do planeta. 

O total de mortos globalmente é maior na contabilidade atual da americana Universidade Johns Hopkins que lista os casos da OMS em adição de outras fontes. Segundo esses dados, no fim da segunda-feira o mundo havia registrado 7.138 mortes (3.912 fora da Chinna, também a maioria).

Pelos dados divulgados pela universidade, a Itália possui o maior número de mortes fora da China (2.158), seguida de Irã (853) e Espanha (342).

A doença teve origem na cidade chinesa de Wuhan, no final de 2019, e já se alastrou para ao menos 174 outros países. 

Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, atualizados na tarde da segunda-feira, o Brasil possui 234 casos confirmados da doença, mas nenhuma morte até o momento. Após a divulgação do ministério, secretarias estaduais divulgaram novos números de casos confirmados em boletins, o que deve levar a estatística a ser ampliada nesta terça-feira. 

Mais Recentes da CNN