Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ONU diz que ataques israelenses a campo de refugiados poderiam equivaler a “crimes de guerra”

    Declaração acontece após Israel confirmar que explosão foi confirmada por ataque aéreo

    Richard RothAmy Cassidyda CNN

    O Gabinete de Direitos Humanos das Nações Unidas expressou preocupação com o fato de os ataques aéreos de Israel ao campo de refugiados de Jabalya, em Gaza, “poderem constituir crimes de guerra”.

    “Dado o elevado número de vítimas civis e a escala de destruição após os ataques aéreos israelenses no campo de refugiados de Jabalya, temos sérias preocupações de que estes sejam ataques desproporcionais que possam constituir crimes de guerra”, disse o gabinete numa publicação nas redes sociais nesta quarta-feira (1º).

    A declaração da ONU ocorre depois que as Forças de Defesa de Israel (FDI) confirmaram que uma explosão no bairro de Falluja, no local do campo de refugiados, foi causada por um ataque aéreo.

    Ambos os ataques aéreos tiveram como alvo o Hamas, de acordo com as FDI.

    As Forças Israelenses disseram hoje em comunicado que seus caças “atacaram um complexo de comando e controle do Hamas em Jabalya”, acrescentando que “os terroristas do Hamas foram eliminados no ataque”.

    Veja também: Israel admite que atacou campo de refugiados em Gaza

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original