Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ONU estima que 520 mil cidadãos ucranianos estejam refugiados em países vizinhos

    Maior parte (280 mil) foi para a Polônia, enquanto 94 mil buscaram abrigo na Hungria

    Da CNN

    Ouvir notícia

    Cerca de 520 mil cidadãos ucranianos estão refugiados em países vizinhos em razão dos ataques promovidos pela Rússia. A estimativa foi dada nesta segunda-feira (28) pelo alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Filippo Grandi. Segundo ele, esse número tem aumentado “exponencialmente, hora após hora”.

    Falando ao Conselho de Segurança por videoconferência, Grandi ressaltou que trabalhou em crises de refugiados por quase 40 anos e “raramente viu um êxodo de pessoas incrivelmente rápido –o maior, certamente, na Europa, desde as guerras dos Bálcãs”.

    “Mais de 280 mil fugiram para a Polônia. Outros 94 mil para a Hungria, cerca de 40 mil estão atualmente na Moldávia; 34 mil na Romênia, 30 mil na Eslováquia; e dezenas de milhares em outros países europeus. Também estamos cientes de que um número considerável foi para a Federação Russa”, disse Grandi.

    O representante disse ainda que os trabalhadores humanitários da ONU foram realocados e os ataques militares podem forçá-los a se mudar novamente.

    “A situação está se movendo tão rapidamente e os níveis de risco são tão altos agora que é impossível para os humanitários distribuir sistematicamente a ajuda que os ucranianos precisam desesperadamente”, disse Grandi. “Os civis e a infraestrutura civil devem ser protegidos e poupados, e o acesso humanitário deve ser concedido para aqueles que prestam ajuda aos afetados pela guerra. O fracasso em fazê-lo aumentará os níveis já extraordinários de sofrimento humano”, disse ele.

     

    Mais Recentes da CNN