Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pai de acusado de atentado contra Kirchner sofreu ação para expulsão do Brasil

    Fernando André Sabag Montiel é apontado pela Polícia Federal da Argentina como autor da tentativa de disparo contra a vice-presidente

    Douglas PortoVital Netoda CNN

    em São Paulo

    O chileno Fernando Ernesto Montiel Araya foi alvo de um inquérito para expulsão do Brasil em 2020. Ele é pai do brasileiro Fernando André Sabag Montiel, de 35 anos, apontado pela Polícia Federal da Argentina como autor da tentativa de disparo contra a vice-presidente Cristina Kirchner.

    O processo aconteceu em virtude da “existência de sentença penal condenatória proferida pela Justiça Publica em seu desfavor”, segundo a Polícia Federal do Brasil. 

    Veja o documento em detalhes:

    A certidão de nascimento de Montiel, que informa a naturalidade de seu pai chileno, e de sua mãe, que é argentina.

    Certidão de nascimento de suspeito de tentativa de atentado contra Cristina Kirchner / Reprodução/Polícia Argentina

    Entenda o crime

    Cristina Kirchner sofreu um atentado na porta de sua casa em Buenos Aires, por volta das 21h da quinta-feira (1).

    Vídeos das pessoas que estavam próximo à aglomeração ao redor da vice-presidente flagraram o momento em que Fernando André Sabag Montiel aponta a arma para a cabeça de Kirchner e atira. Ela chega a levar as mãos para a cabeça.

    Segundo o presidente Alberto Fernández, a pistola .380, que estava sendo manipulada pelo brasileiro, tinha cinco projéteis e não disparou apesar de ter sido acionada.

    Fernández fez um apelo para que a vida de Montiel fosse preservada.

    Confira o momento da tentativa de disparo: