Países do Brics não apoiam a guerra na Ucrânia, diz ex-embaixador

Especialista CNN falou sobre a reunião que aconteceu nesta quinta-feira (23) na cúpula do Brics

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O Especialista CNN em Relações Internacionais Rubens Barbosa, comentou sobre discurso na cúpula do Brics ( Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), realizado nesta quinta-feira (23), no qual o presidente Jair Bolsonaro (PL) cobrou reformas em órgãos internacionais como o Conselho de Segurança da ONU.

Índia, o Brasil e a África do Sul eles têm posições críticas em relação à agressão da Rússia à Ucrânia”, explicou Rubens, ao citar os outros membros do grupo de países de mercado emergente.

De acordo com o especialista, é pouco provável que haja, na reunião do Brics, manifestações explícitas sobre a continuação da guerra na Ucrânia.

“Nessa reunião entre os presidentes dos países, se discutiu a situação internacional e a reforma do conselho de segurança, mas nenhum mencionou pronunciamento a favor da continuação da guerra”, afirmou. 

Veja mais no vídeo acima

Mais Recentes da CNN