Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Palestinos lutam por farinha enquanto a fome atinge a Faixa de Gaza

    Apenas os jovens conseguem carregar os sacos de alimentos

    5790WD-ISRAEL-PALESTINIANS_GAZA_FLOUR_O_
    5790WD-ISRAEL-PALESTINIANS_GAZA_FLOUR_O_ REUTERS

    Da Reuters

    Os palestinos na Cidade de Gaza lutaram para conseguir sacos de farinha no sábado (27), enquanto a fome atinge o território onde 2,3 milhões de pessoas vivem sob o bombardeio de Israel desde 7 de outubro.

    A cidade devastada, localizada no centro da faixa, juntamente com a área norte, tem visto os combates mais ferozes na batalha de Israel contra o Hamas.

    A prestação de ajuda no norte e no centro de Gaza é rara, ao contrário das áreas próximas da fronteira egípcia, que recebem fornecimentos limitados de alimentos e água.

    Sean Casey, coordenador da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Gaza, disse na quinta-feira (25) que a situação alimentar no norte era “absolutamente horrível… Quase não há alimentos disponíveis e todos com quem conversamos imploram por comida”.

    No sábado, homens saíram correndo de um centro da UNRWA (Agência de Assistência e Obras da ONU) para conseguir sacos de farinha. Os que conseguiram o alimento caminharam de volta por estradas lamacentas, passando por prédios bombardeados.

    Outros não tiveram tanta sorte.

    “Só os jovens podiam levar (os sacos de farinha), mas os idosos não, as crianças, os órfãos e as mães dos órfãos, só os jovens fortes podiam levar uma parte”, disse um homem, de mãos vazias.

    As Nações Unidas alertaram esta semana que partes do território enfrentam a fome.