Palestinos protestam contra plano de Israel de anexar partes da Cisjordânia

Processo teria início nesta quarta-feira, mas é ‘pouco provável’ que aconteça, segundo chanceler israelense

Palestinos foram às ruas pedir à comunidade internacional que impeça Israel de anexar a região da Cisjordânia ocupada
Palestinos foram às ruas pedir à comunidade internacional que impeça Israel de anexar a região da Cisjordânia ocupada Foto: Reprodução - 01.jul.2020 / Reuters

Ouvir notícia

Dezenas de palestinos tomaram as ruas para protestar contra a intenção declarada de Israel de anexar partes da Cisjordânia. O processo teria início nesta quarta-feira (1º), mas é “pouco provável” que aconteça, segundo o ministro das Relações Exteriores de Israel.

Na cidade de Gaza e perto da cidade de Jericó, na Cisjordânia, palestinos foram às ruas pedir à comunidade internacional que impeça Israel de anexar a região, conforme o plano do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para o Oriente Médio.

“Está claro que os EUA não apenas apoiam Israel, como também se tornaram um parceiro direto na ocupação contra o povo palestino e para liquidar a causa palestina”, disse Fawzi Barhoum, porta-voz do movimento político Hamas.

Assista e leia também:

Netanyahu diz que não perderá oportunidade de anexações na Cisjordânia

Embaixada de Israel pede que Holocausto não seja usado em disputa política

Mais cedo, o chanceler israelense afirmou que um movimento em direção à anexação da Cisjordânia ocupada era pouco provável de acontecer nesta quarta, data estabelecida pelo governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu para o início das discussões sobre a questão.

Netanyahu e seu parceiro de coalizão, o ministro da Defesa Benny Gantz, estão em desacordo com relação ao momento adequado para qualquer movimento de anexação unilateral.

Mais Recentes da CNN