Papa agradece jornalistas por ajudarem a expor crimes sexuais na Igreja Católica

Os escândalos de abuso sexual chegaram às manchetes em 2002

Papa Francisco acena ao público em Sastin, na Eslováquia
Papa Francisco acena ao público em Sastin, na Eslováquia 15/09/2021REUTERS/David Cerny

Crispian Balmerda Reuters

Ouvir notícia

O papa Francisco agradeceu jornalistas neste sábado (13) por ajudarem a revelar os escândalos de abuso sexual por parte do clero que a Igreja Católica Romana inicialmente tentou encobrir.

O papa elogiou o que chamou de “missão do jornalismo” e disse ser vital que repórteres saiam de suas redações e descubram o que está acontecendo no mundo exterior para conter a desinformação muitas vezes encontrada online.

“Agradeço vocês pelo que nos dizem sobre o que está errado na Igreja, por nos ajudar a não esconder isso embaixo do tapete, e pela voz que vocês deram às vítimas de abuso”, disse o papa.

Francisco falou em cerimônia para homenagear dois correspondentes veteranos — Philip Pullella, da Reuters, e Valentina Alazraki, da mexicana Noticieros Televisa — por suas longas carreiras cobrindo o Vaticano.

Os escândalos de abuso sexual chegaram às manchetes em 2002, quando o jornal norte-americano The Boston Globe escreveu uma série de artigos expondo um padrão de abuso de menores por clérigos e uma cultura disseminada de ocultar esse tipo de ação dentro da Igreja.

Mais Recentes da CNN