Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Papa envia cardeais à Ucrânia e diz que “guerra é loucura”, em discurso no Vaticano

    Francisco também pediu um “retorno ao respeito ao direito internacional” e que os corredores de evacuação sejam abertos

    Delia Gallagherda CNN

    Roma

    Ouvir notícia
    Ao falar neste domingo (6) no discurso do Angelus de sua janela na Praça de São Pedro, o papa Francisco disse que o Vaticano está disposto a fazer “tudo” que puder pela paz na Ucrânia.

    Francisco disse que enviou dois cardeais à Ucrânia para ajudar nos esforços humanitários, “não apenas como um sinal da presença do papa, mas de todas as pessoas que querem dizer ‘a guerra é uma loucura, por favor, pare, olhe para essa crueldade!’”, disse o pontífice.

    O papa pediu um “retorno ao respeito ao direito internacional” e pediu que os corredores de evacuação sejam abertos para que os civis possam escapar do conflito. “Na Ucrânia corre um rio de sangue e lágrimas. Não é apenas uma operação militar, mas uma guerra que cria morte e destruição”, declarou.

    Francisco também agradeceu aos jornalistas que “arriscaram suas vidas” para relatar a guerra. “Obrigado irmãos e irmãs”, disse ele aos jornalistas, “por este serviço que nos permite estar perto do drama do povo e ver a crueldade da guerra”.

    O papa também declarou que o que está acontecendo na Ucrânia não é uma operação especial, como nominou o presidente russo Vladimir Putin, e sim uma guerra.

    Mais Recentes da CNN