Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Partido Conservador de Rishi Sunak é rejeitado por eleitores britânicos em eleições locais

    Conservadores sofreram perdas para os trabalhistas em assentos-chave no norte e no sul da Inglaterra, enquanto os liberais democratas avançaram nas partes mais ricas do sul

    Andrew MacAskillda Reuters

    Os correligionários conservadores do primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, enfrentavam resultados sombrios nas eleições locais nesta sexta-feira (5), com os eleitores punindo o partido após um ano de escândalos políticos, aumento da inflação e estagnação do crescimento econômico.

    Embora os partidos governistas muitas vezes tenham dificuldades nas eleições de meio de mandato, os resultados do conselho na Inglaterra serão o maior e possivelmente o último teste do sentimento do eleitor antes da próxima eleição geral, que deve ocorrer no próximo ano.

    Sunak chegou ao poder em outubro em meio a uma crise de custo de vida, crescente preocupação com a saúde, greves generalizadas que prejudicaram os serviços públicos, e enfraquecimento do entusiasmo pela decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia (UE).

    A contagem ocorreu apenas em cerca de um quarto dos 8.000 assentos do conselho nas autoridades governamentais locais, responsáveis pela prestação diária de serviços, como coleta de lixo e escolas.

    Os resultados, que não afetam a maioria do governo no Parlamento, mostraram que os conservadores sofreram uma perda líquida de 235 assentos, enquanto o principal partido da oposição, o Partido Trabalhista, acrescentou 122 assentos e os liberais democratas ganharam 63.

    O Partido Trabalhista disse em comunicado que, com base nesses resultados, está a caminho de vencer as próximas eleições gerais com uma vantagem de oito pontos sobre os conservadores.

    O partido de Sunak sofreu perdas para os trabalhistas em assentos-chave no norte e no sul da Inglaterra, enquanto os liberais democratas avançaram nas partes mais ricas do sul.

    O primeiro-ministro disse a repórteres que os resultados até agora mostram que as pessoas querem que seu partido governista cumpra suas prioridades, mas que ainda é muito cedo no processo de anúncio dos resultados para tirar conclusões definitivas.

    John Curtice, o pesquisador mais conhecido do Reino Unido, disse que os conservadores estão com “problemas eleitorais consideráveis” com base nos resultados até agora e podem enfrentar uma perda líquida de cerca de 1.000 assentos – em linha com a previsão mais pessimista do partido.

    Ele acrescentou que a virada de quatro pontos em direção ao Partido Trabalhista desde 2019 ficou abaixo do que se poderia esperar, dada a liderança de dois dígitos nas pesquisas de opinião, ainda que partidos menores tenham se saído melhor nas eleições locais.

    “Embora a rejeição dos eleitores aos conservadores tenha sido inequívoca, ainda pode haver um ponto de interrogação sobre o nível de entusiasmo deles pela alternativa trabalhista”, disse ele.

    Uma imagem completa da situação dos partidos não ficará clara até o fim da sexta-feira, quando a maioria dos conselhos anunciará seus resultados.