Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pesquisa mostra oposição à frente e volta da polarização na Argentina

    Pesquisa coloca a chapa Juntos pela Mudança à frente do governista Sérgio Massa; candidato de extrema-direita Javier Milei aparece em seguida

    Larreta e Bullrich são os pré-candidatos da frente oposicionista
    Larreta e Bullrich são os pré-candidatos da frente oposicionista Getty Images

    Da CNN

    A corrida eleitoral na Argentina está se estreitando em uma disputa de dois concorrentes, antes das eleições primárias de 13 de agosto, com a escolha de um candidato de centro pela coalizão peronista governista neutralizando parte da ameaça do libertário de extrema direita Javier Milei.

    As pesquisas mostram os dois principais candidatos do bloco de oposição conservadora, a ex-ministra da Segurança Patricia Bullrich e o prefeito de Buenos Aires Horacio Larreta, logo à frente do candidato da coalizão governista, o ministro da Economia, Sergio Massa.

    Isso comprimiu Milei, um economista de extrema direita que prometeu dolarizar a economia e fechar o banco central, buscando explorar a raiva do eleitor com inflação acima de 100%, reservas em moeda estrangeira secando e 40% de pobreza.

    “Estamos vendo uma tendência constante, embora gradual, de se tornar uma corrida polarizada entre as duas principais coalizões”, disse Marina Acosta, da empresa de pesquisas Analogias.

    A pesquisa de 28 a 30 de junho com 2.569 entrevistados mostrou que 32,7% dos eleitores apoiam Bullrich-Larreta juntos, 28,3% apoiam Massa e 4% o candidato peronista Juan Grabois. O partido de Milei tem 17,8%, e 12,7% ainda estão indecisos.

    “A parcela de indecisos diminuiu e o espaço ocupado pela ultradireita encolheu”, disse Acosta.

    Os mercados e investidores da Argentina saudaram a candidatura de Massa, um pragmático moderado dentro do bloco peronista, o que afastou a facção mais esquerdista da coalizão.

    Essa escolha por bloco acontece porque a Argentina ainda pelas primárias, em que os partidos e coalisões definem quem será o candidato à presidência. A chapa oposicionista Juntos pela Mudança está dividido no momento entre Bullrich e Larreta, enquanto o governista Unidos pela Pátria conta com Massa como amplo favorito e Juan Grabois como azarão.

    Mas Massa enfrenta uma batalha difícil contra os conservadores nas eleições de outubro, que irão para o segundo turno se nenhum candidato conseguir mais de 50%. O bloco de oposição escolherá entre Bullrich e Larreta nas primárias de agosto.

    Na semana passada uma outra pesquisa, divulgada pela CB Consultoria, mostrava a chapa Juntos pela Mudança à frente com 33,8% contra a coligação de governo, União pela Pátria, com 29,1%. No entanto, levando em conta a pena o nome dos candidatos, Massa liderava 24,1% das intenções de voto, seguido por Bullrich, com 17,3%, e Milei em terceiro, com 17,2%, pouco à frente de Larreta, com 16,5%.

    (Publicado por Fábio Mendes, com informações da Reuters)

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN