‘Turismo da vacina’ desperta dúvidas sobre custos, riscos e dilema ético

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Quinze dias em praias paradisíacas das Ilhas Maldivas e, depois, pelo menos mais 21 em Nova York, na Flórida ou em qualquer um dos 17 estados americanos que já permitem a vacinação de turistas contra a Covid-19. Esse é um dos possíveis itinerários dos brasileiros — e também de outros latino-americanos — que começam a aderir ao “turismo da vacinação“. Eles desembolsam quantias que chegam até a R$ 50 mil para terem acesso a algo que, no Brasil, é raridade, mas que, nos Estados Unidos, têm de sobra: doses da Pfizer, da Moderna ou, com sorte, da vacina Janssen, de dose única.

Trata-se de uma oportunidade de ouro para as agências de turismo e, especialmente, para as cidades americanas, que sofrem há meses com os impactos da pandemia. Mas é também um negócio, no mínimo, eticamente questionável. Enquanto os Estados Unidos já imunizaram pelo menos 60% da população adulta, a vacinação no Brasil avança aos trancos e barrancos, e apenas 17% dos brasileiros receberam a primeira dose do imunizante.

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre o “turismo da vacina”, que voltou a movimentar as agências de turismo e rendeu até declarações do prefeito de Nova York, que anunciou a instalação de postos de vacinação nos principais pontos turísticos da cidade. O dono da agência mineira FredTour, que já levou ao menos 45 famílias brasileiras para se vacinar em solo americano, fala em depoimento ao episódio sobre os trâmites dessa viagem, que requer quarentena no México e pelo menos 21 dias de estadia nos Estados Unidos.

Monalisa também conversa sobre a retomada do turismo no país com a correspondente da CNN em Nova York, Heloísa Vilela, que comenta também a possível doação das doses excedentes de vacinas a outros países. Na segunda parte do episódio, a médica Tânia Chaves, da Sociedade Brasileira de Infectologia, fala sobre os questionamentos éticos das doses para turistas enquanto os países mais pobres do mundo ainda sofrem com a falta de vacinas.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN