Polícia britânica prende homem por invasão do castelo onde rainha passa o Natal

Homem violou a propriedade de Windsor e está sob custódia; de acordo com polícia, ele não entrou em nenhum edifício

Estelle Shirbonda Reuters

Ouvir notícia

A polícia britânica disse neste sábado (25) que um homem de 19 anos foi preso depois de uma violação de segurança no terreno do Castelo de Windsor, onde a rainha Elizabeth está passando o Natal.

“O homem foi preso sob suspeita de violação ou invasão de um local protegido e posse de uma arma ofensiva. Ele permanece sob custódia neste momento”, disse a superintendente da polícia de Thames Valley, Rebecca Mears. O homem não entrou em nenhum edifício, disse ela.

Neste ano, a rainha mudou a tradição e decidiu celebrar o Natal em Windsor, em vez da sua escolha habitual pela casa de campo de Sandringham, por conta do avanço da variante Ômicron do coronavírus no Reino Unido.

Os membros mais próximos da família tradicionalmente se reúnem para comemorar a temporada de festas na fazenda de Sandringham, em Norfolk, cerca de 160 quilômetros ao norte de Londres.

Apenas nos anos 60, quando os filhos da monarca ainda eram pequenos, essa tradição tinha se mudado temporariamente para o castelo de Windsor.

Tributo ao marido

Neste ano, a rainha Elizabeth prestou homenagem ao príncipe Philip em seu primeiro pronunciamento de Natal desde a morte do marido, em abril desde ano, com quem foi casada por 73 anos. O vídeo foi transmitido em cadeia nacional neste domingo.

A monarca de 95 anos disse que, embora o Natal seja “uma data de grande alegria e comemação para muitos, pode ser difícil para aqueles que perderam aqueles que amam”. “Neste ano, em especial, eu entendo por que”, acrescentou.

*Com informações da CNN Internacional

Mais Recentes da CNN