Polônia também registra caso de Covid-19 em vison; fazendas temem abate em massa

Produtores poloneses estimam que população do animal no país supere os 6 milhões; Dinamarca abateu toda a população de visons por precaução

Visons podem contrair o novo coronavírus
Visons podem contrair o novo coronavírus Foto: toadienaulls/ Pixabay

Alan Charlish e Pawel Florkiewicz, da Reuters

Ouvir notícia

A Polônia encontrou seu primeiro caso de Covid-19 em vison, disse o ministério da agricultura, levantando temores de abates em massa em uma indústria que conta com mais de 350 fazendas no país.

Com as novas variantes do coronavírus ameaçando os esforços globais para manter a pandemia sob controle, as autoridades em vários países começaram o abate em massa dos animais devido ao temor de uma cepa mutante da doença sendo transmitida aos humanos.

Na noite de domingo, o ministério disse em um comunicado que foi informado por inspetores veterinários no sábado de um caso no condado de Kartuzy, no norte da Polônia.

“Espero que seja um caso único, embora devamos tomar todas as medidas para limitar a possível transmissão do vírus”, disse o vice-ministro da Saúde, Waldemar Kraska, à emissora local Radio Gdansk na segunda-feira, acrescentando que todos os visons da fazenda afetada seriam eliminados.

A Dinamarca, o maior exportador mundial de peles de vison, ordenou o abate de toda a população do país de cerca de 17 milhões de visons em 2020 e, em janeiro, anunciou que compensaria os agricultores com até 19 bilhões de coroas dinamarquesas (cerca de R$ 17 bilhões).

Em um comunicado enviado à agência de notícias estatal PAP, representantes da indústria polonesa de peles disseram que o estado não estava oferecendo nenhuma compensação pelo abate de animais e que iria abrir uma ação coletiva exigindo indenização.

O Ministério da Agricultura não respondeu imediatamente a um pedido de comentários por e-mail.

A Universidade Médica de Gdansk disse em 24 de novembro que encontrou oito casos de Covid-19 em uma fazenda no norte da Polônia, mas inspetores veterinários disseram mais tarde que não havia evidência de infecção na fazenda.

A Polônia é um dos maiores produtores mundiais de pele de vison, com 354 fazendas, contendo cerca de 6 milhões de visons.

Mais Recentes da CNN