Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ponte da Crimeia: o que aconteceu desde a explosão

    Putin assinou decreto fortalecendo as defesas da única ponte que liga a península anexada ao continente russo

    Uma visão de perto da ponte danificada e vagões na ponte da Crimeia em chamas
    Uma visão de perto da ponte danificada e vagões na ponte da Crimeia em chamas Maxar Technologies

    Da CNN

    O presidente russo Vladimir Putin assinou um decreto fortalecendo as defesas da única ponte que liga a Crimeia anexada ao continente russo, depois que uma grande explosão no início do sábado danificou severamente sua estrutura.

    Aqui está o que levou a isso

    A explosão: Uma enorme explosão danificou gravemente a única ponte que liga a Crimeia anexada ao continente russo, causando o colapso de partes da ponte mais longa da Europa. Pelo menos três pessoas foram mortas, de acordo com autoridades russas.

    Líderes ucranianos comemoram: Embora não tenham assumido a responsabilidade, altos funcionários ucranianos comemoraram publicamente a explosão da ponte. O secretário do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia postou uma mensagem de aniversário provocante para Putin e o serviço postal anunciou selos comemorando a explosão. Em Kiev, moradores posaram para selfies em frente a um outdoor representando a ponte em chamas.

    Os danos: Imagens de satélite Maxar capturaram os danos na ponte do Estreito de Kerch no sábado (8), logo após uma explosão abalar a única conexão rodoviária e ferroviária direta entre a Crimeia anexada e a Rússia continental.

    A explosão causou o colapso de partes da ponte, embora as autoridades russas de transporte tenham reiniciado o serviço ferroviário e permitido que os veículos usem algumas partes não danificadas da estrada no sábado à noite.

    Alguns atravessam a ponte restaurada: as autoridades russas correram para investigar a explosão e restaurar o serviço parcial nas estruturas paralelas de trilhos e rodovias da ponte. À noite, o tráfego limitado de carros foi retomado em partes não danificadas da ponte e o serviço de trem foi reiniciado. A explosão interrompeu as principais ligações de transporte, no entanto, e as autoridades russas planejavam usar balsas para caminhões.

    Começam os trabalhos de reparo: No sábado, o vice-primeiro-ministro da Rússia, Marat Khusnullin, disse que as luzes da ponte da Crimeia devem ser restauradas nas próximas horas para que os trabalhos de reparo possam ser realizados 24 horas por dia.

    Khusnullin acrescentou que os mergulhadores começarão a trabalhar no domingo para verificar todos os suportes da ponte. Assim que todos os resultados forem recebidos, será tomada a decisão de abrir o tráfego na ponte para ônibus e veículos pesados.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original