Portugal anuncia série de restrições para depois do Natal por causa da Ômicron

Primeiro-ministro António Costa anunciou que bares e restaurante ficarão fechados a partir do dia 26; recomendação é que pessoas trabalhem em casa

Primeiro-ministro de Portugal, António Costa.
Primeiro-ministro de Portugal, António Costa. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Léo Lopesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Portugal vai aplicar uma série de novas restrições após o Natal para conter o avanço da variante Ômicron do coronavírus.

O primeiro-ministro António Costa anunciou, nesta terça-feira (21), que, a partir do dia 26 de dezembro, bares e baladas deverão fechar as portas.

Além disso, será obrigatória a realização de teste diagnóstico para a Covid-19 àqueles que quiserem se hospedar em hotéis portugueses, entrar em casamentos ou participar de eventos empresariais.

Também será recomendado que a população adote o regime de home office para o trabalho.

Para o Réveillon português, o governo permitirá que no máximo 10 pessoas se reúnam ao ar livre.

As novas restrições devem vigorar até pelo menos 9 de janeiro.

Em atualização.

* Com informações da Reuters

Primeiro-ministro português, António Costa, fez coletiva de imprensa, nesta terça (21), para anunciar restrições. / Governo Portugal / Reprodução

 

Mais Recentes da CNN