Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Premiê britânico enfrenta primeiro teste eleitoral em disputas locais 

    Sua legenda vive forte crise interna e período de caos, enquanto o Partido Trabalhista pretende ganhar espaço e se fortalecer para as próximas eleições legislativas 

    Alistair Smoutda Reuters

    Swindon, Inglaterra

    O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, enfrenta seu primeiro grande teste eleitoral no cargo na próxima semana em eleições locais, nas quais o oposicionista Partido Trabalhista espera capitalizar em um ano de caos para os conservadores, antes de uma eleição nacional.

    Sunak tentou restaurar a credibilidade do Partido Conservador desde que assumiu o cargo em outubro, mas tem lutado para traçar uma linha sob a turbulência que assolou seus antecessores, apesar dos avanços em questões como o Brexit.

    O mandato repleto de escândalos de Boris Johnson e as políticas econômicas caóticas que derrubaram Liz Truss em dois meses deram a Sunak uma herança nada invejável: uma vantagem de dois dígitos nas pesquisas para os trabalhistas.

    Com os eleitores passando por uma crise de custo de vida e a inflação teimosamente alta em cerca de 10%, as votações dos conselhos locais em grande parte da Inglaterra em 4 de maio dão aos trabalhistas a oportunidade de provar suas credenciais eleitorais.

    São cidades como Swindon, no sudoeste da Inglaterra, que o líder trabalhista Keir Starmer tem como alvo em uma tentativa de devolver seu partido ao poder nas próximas eleições nacionais, previstas para antes de janeiro de 2025.

    “É obviamente um ponto-chave em termos de onde prevemos que a próxima eleição geral estará”, disse Jonathan Reynolds, um parlamentar trabalhista, durante uma visita a Swindon.

    Keiran Pedley, diretor de política da Ipsos, afirmou que Sunak tem sido uma influência estabilizadora, mas terá que lidar com questões como o custo de vida para melhorar as avaliações de seu partido antes das próximas eleições nacionais.

    “Embora as avaliações pessoais de Sunak não sejam ótimas, elas não são tóxicas da mesma forma que seus antecessores”, disse ele.