Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Presidente do Equador declara emergência de energia e nomeia ministro interino

    Uma seca causada pelo fenômeno climático El Niño afetou a produção nas represas hidroelétricas, que são a principal fonte de eletricidade do país

    Presidente do Equador, Daniel Noboa
    Presidente do Equador, Daniel Noboa 08/04/2024REUTERS/Karen Toro

    Reuters

    O presidente do Equador, Daniel Noboa, declarou emergência de energia nesta terça-feira (16) e nomeou um ministro da Energia interino, com o país sul-americano sofrendo com uma seca que está afetando a produção hidroelétrica.

    “Hoje (terça-feira), tomamos a forte decisão, e mais uma vez tivemos que tomá-la, de declarar uma emergência no setor de energia do país”, afirmou Noboa em evento do governo na cidade de Guayaquil, no oeste. “Eu pedi que a ministra renunciasse.”

    A ex-ministra da Energia, Andrea Arrobo, foi substituída interinamente pelo ministro dos Transportes, Roberto Luque, que manterá seu outro cargo, afirmou o gabinete de Noboa mais tarde, em outro comunicado.

    Uma seca trazida pelo fenômeno climático El Niño afetou a produção nas represas hidroelétricas, que são a principal fonte de eletricidade do Equador, o que levou a cortes de energia planejados e a importações de energia da vizinha Colômbia.

    O Ministério da Energia anunciou cortes de energia nesta segunda-feira ao redor do país por causa da seca.

    Noboa também afirmou que houve atos de sabotagem em algumas usinas elétricas, acrescentando que “iniciamos uma investigação” em regiões onde danos foram registrados. Ele não deu mais detalhes.

    (Reportagem de Alexandra Valencia)