Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Putin acredita que está ganhando a guerra na Ucrânia, diz chanceler austríaco

    Karl Nehammer se encontrou pessoalmente com o presidente russo na semana passada, e classificou a conversa como “não amigável”, mas “franca e dura”

    Karl Nehammer, chanceler da Áustria, foi o primeiro líder ocidental a se sentar com o presidente da Rússia desde a invasão da Ucrânia
    Karl Nehammer, chanceler da Áustria, foi o primeiro líder ocidental a se sentar com o presidente da Rússia desde a invasão da Ucrânia Foto: Milos Miskov/Anadolu Agency via Getty Images

    Jennifer Deatonda CNN

    Ouvir notícia

    O chanceler da Áustria, Karl Nehammer, disse neste domingo (17) que o presidente russo, Vladimir Putin, acredita que está vencendo a guerra.

    Em entrevista ao programa “Meet the Press”, do canal norte-americano NBC, o chanceler austríaco afirmou que não conseguiu explicar completamente o raciocínio de Putin, mas disse que o presidente russo tem sua “própria lógica de guerra”.

    Nehammer ainda acrescentou que Putin o “enviou mensagens claras sobre suas preocupações” e que ele parecia ter uma compreensão completa do que estava se desenrolando na guerra.

    “Acho que ele está agora em sua própria lógica de guerra. Ele acha que a guerra é necessária para garantir a segurança da Federação Russa. Ele não confia na comunidade internacional e culpa os ucranianos pelo genocídio na região de Donbass. Então, bem, ele está agora em seu mundo, mas acho que ele sabe o que está acontecendo agora na Ucrânia”, disse o chanceler da Áustria.

    Nehammer disse que, em seu encontro cara a cara com Putin, o presidente russo falou em alemão — idioma falado na Áustria —  para alertar que seria melhor que a guerra terminasse mais cedo ou mais tarde.

    Ele descreveu essa conversa como “não amigável”, mas “franca e dura”.

    “Eu disse a ele o que eu vi. Eu vi os crimes de guerra. Eu vi a perda maciça do exército russo. E eu disse a ele que há necessidade de corredores humanitários para civis como em Mariupol ou Kharkiv, por exemplo. Os civis precisam de água e têm que cuidar dos feridos lá”, disse o chanceler.

    Nehammer também disse que Putin disse que cooperaria com uma investigação internacional por um lado, mas que o líder russo também disse que não confia no mundo ocidental.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN