Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Putin diz que cultura russa está sendo ‘cancelada’ como J.K. Rowling

    Presidente da Rússia falou ainda que a última vez que uma campanha em massa para destruir literatura censurável foi realizada, foi pelos nazistas na Alemanha há quase 90 anos

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin
    O presidente da Rússia, Vladimir Putin Reuters

    Conor Humphriesda Reuters

    Ouvir notícia

    O presidente Vladimir Putin acusou nesta sexta-feira (25) o Ocidente de tentar cancelar a rica cultura musical e literária da Rússia, incluindo os compositores Pyotr Tchaikovsky e Sergei Rachmaninov, da mesma forma que ele disse que cancelou a autora de “Harry Potter” , J.K. Rowling.

    Falando em uma reunião com importantes figuras culturais transmitidas pela televisão nacional, Putin reclamou do cancelamento de vários eventos culturais russos nas últimas semanas e comparou isso às ações tomadas pela Alemanha nazista na década de 1930.

    “Não faz muito tempo, a escritora infantil J.K. Rowling também foi cancelada porque ela se envolveu com questões de transfobia.”

    “Hoje eles estão tentando cancelar toda uma cultura de mil anos do nosso povo”, disse ele. “Estou falando da discriminação gradual contra tudo relacionado à Rússia.”

    “A última vez que uma campanha em massa para destruir literatura censurável foi realizada, foi pelos nazistas na Alemanha há quase 90 anos”, disse Putin.

    Vários eventos envolvendo figuras culturais russas que manifestaram apoio à guerra foram cancelados, incluindo alguns envolvendo Valery Gergiev, diretor geral do Teatro Mariinsky de São Petersburgo, que falou com Putin durante a reunião desta sexta-feira (25).

    Gergiev foi demitido do cargo de regente chefe da Filarmônica de Munique e perdeu a chance de reger no La Scala de Milão depois de não condenar a invasão da Rússia.

    O Teatro Real da Espanha, uma das principais casas de ópera da Europa, cancelou apresentações no final deste ano do Balé Bolshoi da Rússia. As casas de leilões Christie’s, Sotheby’s e Bonhams cancelaram as vendas de arte russa em Londres.

    Eventos cancelados

    Um número muito menor de eventos foi cancelado devido à sua associação com figuras culturais russas mortas.

    A Orquestra Filarmônica de Cardiff retirou um concerto da música de Tchaikovsky de seu programa, e relatos da mídia disseram que orquestras no Japão e na Croácia tomaram decisões semelhantes.

    Rowling rapidamente se distanciou de Putin, postando um artigo no Twitter criticando o Kremlin e seu tratamento ao líder da oposição preso Alexei Navalny.

    “As críticas à cultura ocidental do cancelamento possivelmente não são mais bem feitas por aqueles que atualmente massacram civis pelo crime de resistência, ou que prendem e envenenam seus críticos”, escreveu ela.

    A Rússia negou ter atacado civis no que chama de “operação militar especial” na Ucrânia , mas potências ocidentais dizem que atingiu repetidamente alvos civis no que eles chamam de invasão não provocada e injustificada.

    A Orquestra Filarmônica de Cardiff disse que foi submetida a “discursos de ódio e comentários cruéis” depois de cancelar o show de Tchaikovsky.

    “A humanidade básica tem precedência sobre a arte e a história”, disse em um post no Facebook. “Quando a crise humanitária terminar, a discussão sobre ‘acordar’ e ‘cancelar cultura‘ pode ter seu lugar.”

    Mais Recentes da CNN