Putin estilhaçou a paz na Europa, diz presidente do Parlamento Europeu

Roberta Metsola e Olaf Scholz, chanceler alemão, se reuniram nesta terça-feira e ressaltaram a necessidade de trabalho conjunto dos países europeus

Soldado ucraniano nas ruas de Kiev, capital do país
Soldado ucraniano nas ruas de Kiev, capital do país Chris McGrath/Getty Images (14.mar.2022)

Tiago Tortellada CNN*

Ouvir notícia

A presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, se reuniram nesta terça-feira (22) para discutir a situação na Europa com o conflito na Ucrânia. Em coletiva após o encontro, Metsola afirmou que “Putin estilhaçou a paz na Europa”.

“A guerra na Ucrânia, ou melhor, a invasão injustificada da Rússia, mudou tudo. Putin estilhaçou a paz na Europa. Algo que pensávamos ser inimaginável há apenas algumas semanas”, disse.

Ambos os líderes ressaltaram a necessidade de agir em conjunto e “fazer mais”.

“Temos que ser capazes de passar por isso juntos. A posição do governo sobre essa questão [parar todo o fornecimento de gás russo para a Alemanha] permanece inalterada. E isso vale para muitos outros Estados-membros também, que são ainda mais dependentes das importações de carvão, gás e petróleo do que a Alemanha”, destacou Olaf Scholz.

“Decidimos, no entanto, acabar com nossa dependência das importações russas de carvão, gás e petróleo o mais rápido possível e estamos trabalhando nisso com a maior intensidade e velocidade”, adicionou, complementando que, se a diversificação dos meios energéticos for alcançada rapidamente, a proibição da importação da energia russa acontecerá automaticamente”.

Roberta Metsola compartilhou da visão do chanceler alemão, observando que não se trata apenas de uma “agenda verde”, mas também de questões de segurança nacional.

“Rússia falhou” e encontro entre líderes nesta semana

Em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, o conselheiro de Segurança da Casa Branca, Jake Sullivan, afirmou que a Rússia falhou nos três objetivos que tinha ao iniciar a guerra da Ucrânia.

“A Rússia tem três objetivos com esse ataque à Ucrânia: subjugar a Ucrânia, aumentar o prestígio da Rússia e dividir o Ocidente. A Rússia falhou nos três objetivos. De fato, ela conseguiu o contrário até agora”, disse Sullivan.

O conselheiro também comentou sobre a viagem do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, à Europa nesta semana, destacando que ele participará de uma cúpula de emergência da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Bruxelas, e, depois, de uma sessão do Conselho Europeu.

Ele não detalhou, mas disse que Biden discutirá novas sanções com os aliados, assim como o endurecimento das já existentes, e meios de diminuir a dependência energética dos países europeus da Rússia.

Além disso, um dos focos dos anúncios será contra países que ajudem a Rússia a enfraquecer o efeito das sanções.

*com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN